Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página Inicial > Notícias > Secretário da SETEC encerra reunião do Colégio de Dirigentes
Início do conteúdo da página Notícias

Secretário da SETEC encerra reunião do Colégio de Dirigentes

O Secretário da SETEC/MEC, Marcos Viegas, encerrou os trabalhos do Colégio de Dirigentes do IFMA em Grajaú. A reunião tratou sobre o projeto pedagógico institucional, estágio probatório e regime de trabalho dos docentes, além da implantação do SUAP/EDU nos campi.
  • Andréia Lima
  • publicado 22/08/2016 17h43
  • última modificação 22/08/2016 19h21
Secretário participa de reunião do IFMA (1)

O secretário da SETEC/MEC, Marcos Viegas, encerrou os trabalhos da 63ª Reunião do Colégio de Dirigentes junto com o reitor do IFMA Roberto Brandão.

Na última quinta-feira (18), o secretário da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC/MEC), Marcos Viegas e o reitor do Instituto Federal do Maranhão (IFMA), Roberto Brandão realizaram o encerramento da 63ª reunião do Colégio de Dirigentes da instituição, no município de Grajaú. O secretário veio para a inauguração do IFMA Campus Grajaú, que foi entregue à comunidade na sexta-feira (19). A reunião tratou sobre o projeto pedagógico institucional, estágio probatório e regime de trabalho dos docentes, além da implantação do SUAP/EDU.

Antes de ir para Grajaú, o secretário foi na unidade do IFMA no município de Imperatriz acompanhado do reitor e do diretor-geral daquele campus, Saulo Cardoso. “Fizemos uma visita ao Campus Imperatriz e depois eu apresentei o Campus Grajaú que entregamos para a comunidade na sexta-feira. É uma unidade que tem um alcance social muito grande. A expectativa é que essas pessoas possam mudar de vida tendo uma esperança maior por meio do processo de educação”, avaliou o reitor Roberto Brandão.

Já o secretário destacou a importância de conhecer de perto as unidades dos Institutos Federais. “Para mim é uma grande satisfação conhecer o Campus Imperatriz e o Campus Grajaú. Eu fiquei encantado e me surpreendeu o investimento que vocês fizeram no campus Grajaú”, disse Marcos Viegas. Ele pontuou também as dificuldades orçamentárias pelas quais tem passado o governo. “Estamos em um cenário político de incertezas e dúvidas, mas estamos trabalhando para que isso seja vencido”, argumentou.

A 63ª reunião do Colégio de Dirigentes do IFMA teve início com a apreciação e aprovação da ata da 62ª reunião do colegiado. Antes do início da pauta oficial, o reitor informou acerca dos editais para os concursos de docentes e técnicos administrativos da instituição, que deve ser divulgado em breve e será organizado pela Fundação Sousândrade. A banca foi selecionada por meio de Chamada Pública.

Projeto Pedagógico Institucional

COLDIR GRAJAÚ (24)O projeto pedagógico institucional (PPI) do IFMA foi aprovado pelos dirigentes presentes na 63ª reunião do Coldir. O próximo e último passo do PPI será a sua apreciação no Conselho Superior do IFMA. Após essa etapa ele entrará em vigor para toda a instituição. “Eu penso que é um marco esse 1º projeto pedagógico, político e institucional depois que nos transformamos em IFMA. Esse é um documento que traz em sua letra todas as maiores políticas e os princípios que vão nortear a instituição”, declarou a pró-reitora de Ensino (PROEN) do IFMA, Ximena Bandeira Maia.

Já o servidor, Paulo Jansen, da PROEN, que participou da elaboração do documento, destacou o caráter legal do mesmo. “Esse não é um documento completo, mas conseguimos manter uma coerência ao longo desse percurso. Fizemos com que as pessoas opinassem e hoje estamos mostrando da forma mais clara possível qual é a nossa identidade já que todas as nossas práticas têm que ter uma referência legal”, pontuou.

As discussões do PPI iniciaram em 2015 com a constituição da comissão central e as comissões locais. Desde então, todos os campi puderam contribuir com o projeto que já está em sua reta final.

Regulamentação do Estágio Probatório e do Regime de Trabalho para docentes

COLDIR GRAJAÚ (28)A Comissão Permanente de Pessoal Docente (CPPD) está elaborando a resolução que irá regulamentar o estágio probatório e o regime de trabalho para os docentes do IFMA. A resolução se baseia na Lei 12.772, que rege a carreira de magistério federal. Os dois documentos começaram a ser elaborados no início desse semestre e já passaram por consulta pública, sendo incorporadas algumas sugestões.

Um dos membros da CPPD, Valdir Mariano, destacou a relevância desse documento para a comunidade acadêmica da instituição. “A resolução será muito importante, porque vai sistematizar e padronizar essas duas ações, trazendo tranquilidade para os próprios dirigentes”, ressaltou. Ele pontou também algumas das questões que será abordada na resolução. “A lei atual diz que não existe mais 40 horas. Ou o professor é dedicação exclusiva ou é 20 horas. Na lei anterior tinha o servidor 40h e por conta disso nós tínhamos uma dificuldade de compreender o processo por falta de um documento regulatório”, destacou Valdir Mariano.

Os dirigentes sugeriram várias alterações ao documento. Em seguida, a resolução seguirá para o CONSUP e, após a sua aprovação, entrará em vigor.

Implantação e Migração do SUAP/EDU

COLDIR GRAJAÚ (44)Até 2018 todo o IFMA deverá contar com o Sistema Unificado da Administração Pública (SUAP) em sua unidade educacional: o SUAP/EDU. Aos poucos a Diretoria de Gestão da Tecnologia da Informação (DGTI) vem implantando o sistema que substituirá por completo o Q-Acadêmico. O sistema já foi implantado em cinco campi do IFMA: Carolina, Grajaú, Pedreiras, São José de Ribamar e Viana. Os campi de Rosário e Porto Franco já foram treinados para receber o novo sistema em breve.

O diretor da DGTI, Cláudio Fernandes, destaca que o sistema é uma evolução para o IFMA. “O SUAP evoluiu e atualmente já temos disponível o SUAP-EDU. Ele faz as mesmas coisas que o Q-Acadêmico, só que de forma mais simples e intuitiva. O sistema é totalmente adaptável às necessidades do IFMA no cenário atual. Essas automações são muito importantes para a instituição”, explicou o diretor.

O diretor destacou as principais dificuldades para implantar o sistema e informou que a previsão é que o SUAP/EDU seja instalado em mais três campi nesse 2º semestre, mais dez campi no 1º semestre de 2017 e os demais no 2º semestre de 2017. “A transição deverá ser suave, podendo ser adotado o novo sistema para as turmas novas e as turmas antigas podem continuar com o Q-Acadêmico”, observou Cláudio Fernandes.

Outras imagens:

Fim do conteúdo da página