Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página Inicial > Seletivo Unificado > Dúvidas Frequentes
Início do conteúdo da página

Dúvidas Frequentes

publicado 11/08/2015 07h21 | última modificação 22/08/2016 15h29
 As informações prestadas neste informativo foram retiradas do Edital N. 27/2016 que trata do Processo seletivo 2017, disponível neste site e nas portarias dos campi do IFMA. A leitura das informações aqui prestadas não exclui a obrigatoriedade da leitura do referido Edital por parte do candidato.

1- Quem pode concorrer às vagas do Processo Seletivo aos Cursos da Educação Profissional Técnica de Nível Médio do IFMA 2016?

Todos os candidatos que desejam fazer cursos da educação profissional de nível médio nas formas integrada, concomitante e subsequente.

Conheça as formas:

  • Integrada: para candidatos que já concluíram ou estão concluindo, em 2016, o Ensino Fundamental e desejam fazer, ao mesmo tempo, curso técnico e nível médio no tempo mínimo de três anos;
  • Concomitante: para quem concluiu o ensino fundamental e está cursando, em 2015, a 1ª e/ou 2ª série do Ensino Médio em outra instituição de ensino. Paralelamente, ele vai fazer o curso técnico no IFMA, em um tempo mínimo de dois anos.
  • Subsequente: para candidatos que já concluíram ou estão concluindo, em 2016, o Ensino Médio e desejam fazer um curso técnico no IFMA.

 

2 – Todos os candidatos contemplados com isenção da taxa de pagamento deverão acessar o site novamente e realizar uma nova inscrição?
Não. Os dados de todos os candidatos isentos ficarão arquivados no sistema. O candidato deverá ficar atento ao local de prova que será divulgado no dia 03 de novembro de 2016.

 

3- Como saberei se minha solicitação de isenção de pagamento da taxa de inscrição foi deferida?

O resultado das solicitações de isenção será divulgado no site do IFMA (www.ifma.edu.br) na data de 05 de setembro de 2016.

 

4- Caso o meu pedido de isenção seja INDEFERIDO. O que devo fazer?

O candidato deverá acessar novamente o site do IFMA (www.ifma.edu.br) e preencher o formulário de inscrição no período de 6 a 26 de setembro de 2016.

 

5- Quando e como deve ser feita a inscrição?

O período de inscrições vai de 6 a 26 de setembro de 2016. As inscrições poderão ser realizadas on-line no site do IFMA (www.ifma.edu.br). Os documentos necessários para realizar a inscrição são: CPF e RG do candidato.

 

6- Não tenho como acessar a internet. De que forma posso fazer a minha inscrição?

Aqueles candidatos que não têm como acessar o site do IFMA poderão se dirigir ao campus do IFMA mais próximo, onde será disponibilizado um computador para que ele realize a inscrição.

 

7- Qual o prazo para pagamento da taxa de inscrição?

O prazo para pagamento da taxa é dia 27 de setembro de 2016.

 

8- Realizei minha inscrição no Processo Seletivo 2017 e não paguei o boleto. Posso concorrer às vagas?

Não. A inscrição só será efetivada quando o candidato efetuar o pagamento da Guia de Recolhimento da União (boleto bancário) no valor de R$ 20,00 nas agências ou caixas eletrônicos do Banco do Brasil, até dia 27 de setembro de 2016.

 

9- No caso de inscrição via formulário impresso, de que forma o candidato recebe o boleto bancário?

Haverá em cada campus ou local de inscrição, um servidor responsável pelo lançamento dos dados do candidato no sistema que, a partir daí, gerará o boleto bancário. É de responsabilidade do candidato efetuar o pagamento nas agências ou caixas eletrônicos do Banco do Brasil até o dia 27 de setembro de 2016.

 

10- Qual percentual de vagas e quem pode se inscrever para as cotas destinadas às pessoas com deficiência?

O percentual de 5%(cinco por cento) do total das vagas de cada curso será destinado a candidatos com deficiência. No ato da inscrição, o candidato com deficiência deverá optar por essa vaga. Os documentos para comprovação da deficiência, listados no subitem 11.2.2.2 do Edital Nº 27/2016, deverão ser entregues no ato da matrícula.

 

11 – Qual percentual de vagas e quem pode se inscrever para a cota de escola pública?

O percentual de 50% (cinquenta por cento) das vagas será destinado a alunos oriundos de escolas da rede pública (Lei n° 12.711/2012). Para os candidatos que desejam concorrer aos cursos da forma integrada é necessário que eles tenham cursado todo o Ensino Fundamental em escolas da rede pública. Quem deseja concorrer aos cursos da forma concomitante exige-se que tenha cursado todo o Ensino Fundamental e a 1° e/ou 2ª série do Ensino Médio em escolas da rede pública. Para candidatos que desejam concorrer aos cursos da forma subsequente exige-se que eles tenham cursado todo o Ensino Médio em escolas da rede pública. Os candidatos que estudaram em escolas comunitárias, confessionais ou filantrópicas que tenham recebido, no período em que o estudante estudou, recursos do FUNDEB diretamente ou mediante convênio com os poderes públicos estaduais, municipais, distrital ou de fundo equivalente, poderão concorrer às vagas destinadas a escola pública.

 

12 – Como é dividido o percentual destinado à cota de escola pública?

  • 50% (cinquenta por cento) das vagas são destinadas a candidatos que estudaram em escola pública com renda igual ou inferior a 1,5 salário mínimo (um salário mínimo e meio) per capita. É garantindo um percentual de 77% destas vagas aos autodeclarados pretos, pardos e índios.
  • 50% (cinquenta por cento) das vagas destinadas a candidatos que estudaram em escola pública com renda superior a 1,5 salário mínimo per capita. É garantindo um percentual de 77% destas vagas aos autodeclarados pretos, pardos e índios.

 

13- O candidato pode se inscrever optando por fazer a prova em um campus e estudar em outro?

Sim. No ato da inscrição o candidato deverá assinalar além da forma de educação profissional que deseja concorrer (integrada, concomitante ou subsequente), o campus de realização da prova e o campus em que deseja fazer o curso.

 

14- Como o candidato com deficiência deve proceder para solicitar as condições que atendam às suas necessidades para realização das provas do Processo Seletivo?

O candidato com deficiência deverá protocolar o requerimento (Anexo V do Edital Nº 27/2016) no campus de realização da prova, descrevendo as condições que atendam às suas necessidades, anexando laudo médico, emitido nos últimos doze meses, constando o número de Classificação Internacional de Doenças (CID), com data, assinatura e carimbo do médico.

 

15- O que o candidato enfermo e impossibilitado de comparecer ao local de realização da prova deve fazer?

O candidato deverá protocolar, até 72 horas antes da prova, no campus de realização da mesma, o requerimento (Anexo V do Edital Nº 27/2016), acompanhado dos seguintes documentos:

  • Laudo médico, que autorize a sua participação no processo seletivo e que declare a sua impossibilidade de locomoção. O laudo deve ter o número de Classificação Internacional de Doenças (CID);
  • Autorização do hospital, quando for o caso, para acesso dos fiscais fora do horário de visitas;
  • Cópia do CPF e comprovante de inscrição no processo seletivo.

 

16- Como ter acesso ao endereço completo do local e data da realização da prova?

A relação de candidatos por local de prova será divulgada no site do IFMA e, também, nas portarias dos campi e campi avançados do IFMA, a partir do dia 03 de novembro de 2016.

 

Fim do conteúdo da página