Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Mulheres Mil descobrem os segredos da fotografia
Início do conteúdo da página Notícias

Mulheres Mil descobrem os segredos da fotografia

  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 26/02/2010 20h46
  • última modificação 26/02/2010 20h46
Imprimir
Na primeira semana de fevereiro, as alunas do Curso Básico de Qualificação Profissional em Artesanato/Biojóias do Instituto Federal do Maranhão – Campus Centro Histórico – aprenderam a desvendar o enigma da reprodução de imagens. Elas participaram da Oficina de Fotografia Artesanal, utilizando a técnica Pinhole, do inglês, buraco de alfinete, que permite a ocorrência do fenômeno fotográfico em um ambiente sem a presença de lentes (componente das máquinas fotográficas convencionais).

Segundo o professor Eduardo Cordeiro a disciplina é um projeto onde se desenvolve o pensamento fotográfico. “É uma oportunidade desejada em todo ambiente de estudo, em que a principal proposta esteja pautada no fazer”, diz.
mm_centro_histrico01EDT mm_centro_histrico02EDT mm_centro_histrico03EDT
“A técnica nos dá a liberdade para tirar fotos artísticas e, ao mesmo tempo, nos dá a responsabilidade da imagem que estamos vendo, além de capturá-la através da lata, acreditando na nossa intuição”, revela Cláudia Magalhães, aluna do projeto.
Na opinião da especialista em artes visuais, Francisca Rosemary de Carvalho, que auxiliou no desenvolvimento dos trabalhos, ter acompanhado as aulas de fotografia, que é uma das linguagens das artes visuais, especificamente sobre esse tipo de processo de registro fotográfico, foi uma experiência gratificante, mais especificamente por perceber que as mulheres conseguiram aprender a técnica sem dificuldades, desde a montagem da lata, passando pela colocação do papel fotográfico, os testes para verificar qual o tempo mais adequado para captura da luz, a escolha da imagem, até o processo de revelação.
“Além disso, constatamos como elas ficaram impressionadas com o resultado do conhecimento que foram adquirindo para produzirem as imagens. Um trabalho experimental, que foi desenvolvido por etapas, dentro de um espaço temporal, o qual permitiu às alunas a compreensão do todo”, complementa.
A aluna Alda Silva propõe que a disciplina tenha continuidade posteriormente, aprofundando mais a relação fotografia e jóia.
As aulas contaram ainda com o auxílio do profissional Marcelo Schillini, professor de fotografia na Catânia – Itália e com experiência em comunidades mulçumanas, na Índia, além de Anderson Miranda, aluno do Curso Técnico de Artes Visuais.
Depois da teoria e prática de fotografias, as alunas prosseguiram os estudos com aulas de matemática.
registrado em:
Fim do conteúdo da página