Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Campus Maracanã: estudantes de Cozinha aprendem a lucrativa arte de confeitar bolos
Início do conteúdo da página Notícias

Campus Maracanã: estudantes de Cozinha aprendem a lucrativa arte de confeitar bolos

  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 20/07/2010 15h46
  • última modificação 20/07/2010 15h46
Imprimir

alunos_curso_bolos_confeitadosItem indispensável nas principais comemorações da vida, o bolo precisa ser, além de saboroso, bonito. O toque de beleza vem de técnicas que, na opinião de quem se dedica ao ofício, mais parecem com arte. Os segredos que envolvem a Confeitaria foram revelados em um mini-curso oferecido, na última quinta-feira (15), aos estudantes do Curso Técnico em Cozinha, do Campus Maracanã.

 

trabalhandoA perfeição em confeites de bolo se encontra, segundo a instrutora Sildiana Nascimento Cerqueira, com amor, delicadeza e concentração; tudo isso deve estar ligado a ingredientes de boa qualidade. “Os materiais sólidos têm de ser peneirados, para que fiquem livres de alguns erros da indústria. Isso tornará, também, a massa mais leve”, explicou Sildiana.

 

Os estudantes trabalharam com “pasta americana” e com “glacê da alta confeitaria”, usado em bolos de casamentos, batizados e aniversários de 15 anos. Mas o treinamento não ficou limitado à apresentação desses ingredientes. Antes de colocar a mão na massa, foi explicada a composição de cada matéria-prima.

 

“O curso englobou valores de áreas diferenciadas, trabalhando, por exemplo, com a química, ao ser mostrado todo o processo que o ingrediente passa até a finalização, que é o bolo confeitado”, explicou a professora Giselle Melo, que, em parceria com as professoras Thirzá Azevedo e Carlyane do Nascimento Costa, coordenou o curso.

 

Geração de Renda

 

A estudante de Cozinha, Juraneide Galvão Cutrim, já possui certa experiência com bolos, mas aprendeu técnicas novas que serão transformadas em inovações às encomendas. “Eu trabalhava diferente com a mistura de gordura hidrogenada com glaçúcar. Aprendi que esticando com a mão fica com melhor consistência do que quando se usa a batedeira”, exemplificou a estudante. 

 

Quem passou a vislumbrar uma nova fonte de renda foi a estudante Joselene Medeiros. “Eu sabia fazer bolo mais caseiro. O curso propiciou mais qualificação, dando-nos condições para, com criatividade, aplicar os conhecimentos e buscar retorno financeiro”, acredita. Também instrutora do Curso de Confeitaria, Elizebeth Dantas garante que o lucro é bom. “Quando o trabalho é de qualidade, você fideliza clientes e vale muito a pena, financeiramente”, contou.

registrado em:
Fim do conteúdo da página