Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Café e poesia no Centro Histórico
Início do conteúdo da página Notícias

Café e poesia no Centro Histórico

  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 17/04/2013 16h16
  • última modificação 17/04/2013 16h16
Imprimir

CENTRO HISTORICORECITAL1O Campus Centro Histórico promoveu, no dia 27 de março, o I Concurso de Poesia “Só a vida não basta”, em homenagem ao poeta maranhense Ferreira Gullar, com a participação de alunos de todas as modalidades de ensino do campus, que tiveram a mulher como temática.

Além das poesias, o auditório Zezé Cassas foi palco de apresentação de vídeos, encenação teatral, ballet, dança contemporânea e da musicalidade da banda “Som In Verso” composta pelos alunos de música da UFMA, Geysa Protázio, Talyta Luzo e Anderson Marques.

O diretor geral do campus, prof. Carlos Alexandre Amaral, ressaltou ser “muito importante cultivar a literatura e praticar a poesia como forma, também, de garantir outras ascensões na esfera educacional”.

Para a psicóloga Thayara Coimbra, a poesia “tem grande importância no âmbito escolar”. Segundo ela, a escola também é lugar de poesia. “Não se quer fazer dos alunos, poetas; mas possibilitar o contato com a beleza, a brincadeira com as palavras, significados e formas”, concluiu.

Poesias vencedoras:
• 1º lugar: Alzirene de Jesus Sales Sodré (“Oh, grande vencedora.”)
• 2º lugar: Ana Carolina Chagas (“Um ser chamado mulher.”)
• 3º lugar: Raynara Carvalho Silva (“Visões sobre mulher”.

CENTRO HISTORICORECITAL2O evento foi coordenado pelo Núcleo de Assistência ao Educando e a comissão julgadora foi integrada pelos professores de Língua Portuguesa do campus, Nataniel Mendes e Leydnayre Kirschner, e pela técnica administrativa Líssia Costa – destaque no “Concurso Nacional, Novos Poetas, Prêmio Poetize 2013”, promovido pela Editora VIVARA.

CENTRO HISTORICORECITAL3Para recepcionar os convidados, foi montado um stand de livros, organizado pela Biblioteca Matilde Carvalho. “A escola é um lugar em que o aluno deve encontrar a liberdade de criação e expressão, de fantasia e imaginação”, afirmou a bibliotecária Denise Santana.

registrado em:
Fim do conteúdo da página