Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Teatro municipal exibe Raça – Um filme sobre a igualdade
Início do conteúdo da página Notícias

Teatro municipal exibe Raça – Um filme sobre a igualdade

  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 30/01/2014 15h19
  • última modificação 06/03/2015 13h50
Imprimir

cartaz-filme-racaAcontece nesta sexta-feira, 31 de janeiro, às 19 horas, o lançamento oficial do filme ‘Raça: um filme sobre a igualdade’ no Maranhão. A película será exibida no Teatro da Cidade de São Luís (antigo Roxy), Centro, Rua do Egito. O Instituto Federal do Maranhão – por meio do Núcleo de Estudos Afrobrasileiros e Indiodescendentes (NEABI) – apoia a iniciativa. A entrada é franca.

O NEABI/IFMA, explica o professor e ex-coordenador do Núcleo, Batista Botelho, abrirá um debate ao longo deste ano em nossas unidades tendo como ponto de partida o que é retratado nesse filme.

No Maranhão, o lançamento do filme integra o projeto nacional chamado “Sessão Baobá de Cinema”, ação do Projeto de Educação Alternativa Descobrindo o Saber (PEADS) em parceria com Casa de Criação Cinema, a Fundação Ford e o Fundo Baobá para Equidade Racial.

“A exibição faz parte das atividades comemorativas dos 25 anos de história do PEADS”, explica o professor Batista Botelho.

Esta a primeira atividade em comemoração ao aniversário onde o ápice acontecerá no dia 19 de setembro, data também em que se comemora o aniversário de nascimento do Educador Paulo Freire, patrono pedagógico da entidade.


SINOPSE

O filme de longa-metragem em documentário narra a história de três pessoas na linha de frente da batalha contemporânea pela igualdade em um país que se orgulha de ser exemplo de democracia racial. As personagens: um famoso cantor negro lança uma emissora de TV, o único senador negro luta pelo Estatuto da Igualdade Racial e uma neta de africanos escravizados que defende os direitos de sua terra ancestral. O filme tem na direção, além do cineasta Joel Zito Araújo, a diretora norte-americana Megan Mylan, ganhadora do Oscar em 2009.

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página