Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Reitor visita as obras dos Campi Itapecuru e Araioses
Início do conteúdo da página Notícias

Reitor visita as obras dos Campi Itapecuru e Araioses

O objetivo foi verificar o status de andamento das obras. Os campi iniciarão as atividades em 2016
  • Maycon Rangel
  • publicado 17/09/2015 14h06
  • última modificação 17/09/2015 14h25
Imprimir

Na segunda-feira (14), o reitor do IFMA, Roberto Brandão, visitou as obras dos campi em Itapecuru-Mirim e Araioses. As duas unidades vão possibilitar a oferta de cursos técnicos e profissionalizantes, ampliando a presença do IFMA no estado do Maranhão.

 

Campus Itapecuru

A visita contou com a presença de lideranças políticas e membros da sociedade civil, além de servidores da Diretoria de Infraestrutura (Dinfra). O campus vai contar com um quadro funcional formado por 60 professores e 45 técnicos administrativos, e ao se consolidar, vai oferecer 1200 vagas para estudantes.

“Nossos filhos, nossos netos poderão estudar aqui. Essa é uma obra para vocês!”, destacou o reitor, explicando que, em breve, serão definidas as vagas para o concurso público de servidores e os procedimentos para a realização do seletivo de cursos técnicos. O prefeito do município, Magno Amorim, mencionou a importância da Educação como fator condicionante para os avanços sociais: “O progresso, o desenvolvimento passa pela Educação. O campus está quase pronto para receber alunos e professores”.

Na visita, foram também discutidas questões relativas ao fornecimento de água, acesso ao campus e ajustes na rede elétrica. A previsão é de que a unidade esteja pronta em 30 dias.

Campus Araioses

Localizado na divisa com o estado do Piauí, o município de Araioses será outro contemplado com um campus do IFMA. “Nos últimos dois meses, houve um avanço significativo no andamento das obras, com a conclusão do telhado, das salas de ensino e da área de vivência”, afirmou o diretor da unidade, Jairo Ives. O reitor considera a obra como um importante ganho para a região do Baixo Parnaíba Maranhense, com a geração de empregos diretos e indiretos e melhoria dos indicadores educacionais.

O campus está discutindo junto à Secretaria Municipal de Educação o plano pedagógico, que vai nortear as ações de ensino, pesquisa e extensão da unidade. O diretor informou que serão prioritariamente ofertados os eixos tecnológicos e cursos que foram definidos na audiência pública. A previsão é de que o campus seja concluído entre janeiro e fevereiro de 2016.

registrado em:
Fim do conteúdo da página