Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Mestrado em Química: professores trocam experiências com pesquisador europeu
Início do conteúdo da página Notícias

Mestrado em Química: professores trocam experiências com pesquisador europeu

Damiá Barceló Cullerés participou de Workshop Estratégico no dia 04
  • Cláudio Moraes
  • publicado 11/02/2016 09h16
  • última modificação 12/02/2016 17h03

Imprimir

Damia Barcelo Cuelleres

Aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) em dezembro, o Programa de Pós-Graduação em Química do IFMA realizou, na semana passada, atividade com uma das maiores autoridades em gestão de proteção à água do planeta. O prof. Damiá Barceló Cullerés, diretor do Instituto Catalão de Investigação da Água (ICRA) e presidente do Conselho Científico e Tecnológico do Programa Conjunto da União Europeia, participou, no dia 04, do Workshop Estratégico com professores do mestrado.

Durante o evento, realizado na sala de mestrado do Campus São Luís Monte Castelo, o pesquisador europeu apresentou a experiência do Instituto Catalão com pesquisas sobre a água nas áreas da Biologia, Química, Meio Ambiente, Geografia e outras áreas afins na parte científica.

Os professores do IFMA obtiveram conhecimentos para elaboração de projetos de acordo com as peculiaridades da entidade, em consonância com o convênio já firmado com o ICRA. De acordo com a pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (PRPGI), Natilene Brito, trata-se de uma ação que busca promover a internacionalização da pesquisa no Instituto. “Já estamos focando na avaliação do mestrado”, informou. “Vamos adquirir conhecimento de técnicas inovadoras na área de ambiental”, concluiu.

O Mestrado em Química do IFMA vai atuar em duas linhas de pesquisa: Química ambiental e Bioenergia e catálise heterogênea. O intuito do PPGQ é auxiliar na redução dos impactos ambientais, gerados pelo crescimento populacional e das atividades do setor agropecuário, alinhado com o desenvolvimento científico e tecnológico do Estado do Maranhão. “Essa é uma ação que irá impactar na qualificação e expansão do nosso mestrado”, avaliou o coordenador do Programa, prof. Hilton Rangel.

Para Damiá Cullerés, as duas instituições irão se beneficiar com a parceria. ”Poderemos introduzir as tecnologias da Espanha aqui”, afirmou. “Teremos condições, também, de melhorar as condições para prevenir as alterações climáticas”, prosseguiu.

No dia anterior, professores do IFMA participaram de Conferência que discutiu escassez da água no Auditório Central da UFMA. Damiá Barceló Cullerés abordou exemplos do risco associado aos contaminantes emergentes e a nanomateriais presentes em bacias hidrográficas de rios mediterrâneos afetados pela escassez da água.

 

O cientista mostrou de que forma os fatores ambientais, tais como a elevação da temperatura causada pelas mudanças climáticas e fatores de stress químico, podem afetar a estrutura e o funcionamento dos biofilmes e, consequentemente, afetar toda a biota dos ambientes aquáticos.

 

 

Sobre Damià Barceló

Ph. D. (1984), em Química Analítica pela Universidade de Barcelona. Desde 1999 é professor e pesquisador do Instituto de Avaliação Ambiental e Estudos Hídricos (Barcelona, Espanha). Desde 2008 é diretor do Instituto Catalão de Pesquisa da Água (ICRA) e desde 2009 é professor visitante na Universidade King Saud, Riyadh, Arábia Saudita. Publicou mais de 653 trabalhos científicos e 140 capítulos de livros. É editor de 21 livros sobre análise e destino dos poluentes ambientais. Já participou de 40 projetos de pesquisa e supervisionou 35 teses de PhD

registrado em:
Fim do conteúdo da página