Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Notícias (Foto Pequena) > Gestores discutem sobre segurança no Campus Maracanã
Início do conteúdo da página Notícias

Gestores discutem sobre segurança no Campus Maracanã

Grupo é criado para elaborar e acompanhar a implementação de ações para reforço da segurança na unidade.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 13/06/2018 22h44
  • última modificação 13/06/2018 22h47

(Da Esq. à Dir.) Washington Conceição, Zenóbio de Souza, Agenor Almeida Filho e Lucimeire Castro Amorim.

Gestores da Reitoria e do Campus São Luís – Maracanã do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) realizaram agenda conjunta na manhã da terça-feira (12). Em pauta, o episódio da invasão ao campus ocorrida no sábado (09). Além de acionarem a delegacia da Polícia Federal em São Luís, em busca de apoio, eles participaram da primeira reunião do grupo constituído para elaborar um plano de ação para coibir futuras ações criminosas na unidade. A criação do grupo foi um encaminhamento do Reitor do IFMA, professor Roberto Brandão.

A equipe estabeleceu um plano de trabalho com duas linhas de atuação – garantir o apoio de equipe multidisciplinar aos estudantes e servidores; e elaborar e implementar ações imediatas para melhoria no sistema de segurança no campus.

À frente dos trabalhos na reitoria, o Diretor Executivo do IFMA, professor Agenor Almeida Filho. Ele destaca que reitoria e campus estão mobilizados para encontrarem soluções num curto prazo que possam garantir tranquilidade à comunidade, e que confia e aguarda o trabalho das autoridades policiais. “Acionamos nossa equipe para discutir como e qual seria o suporte ao campus Maracanã. É um episódio lamentável. Trata-se de ameaça ao ser humano, aos nossos estudantes e servidores que foram privados de liberdade. Cabe a condução de um inquérito por parte da Polícia Federal. Já sabemos que uma série de informações já constam nos levantamentos da Polícia Civil, e que serão compartilhadas entre os investigadores das duas policias”, disse.

Para Agenor Filho, também é prioritário acompanhar todos os envolvidos direta e indiretamente no fato. “São pessoas que trabalham ou que estão em processo formativo. Tenho certeza que daremos uma resposta positiva para todos que fazem o campus Maracanã. A orientação que recebemos do Reitor é que sejam tomadas todas as medidas necessárias e que estiverem ao nosso alcance”.

Professor com lotação no Campus Maracanã, o Pró-Reitor de Administração do IFMA, Washington Conceição, afirma que o foco é na busca de soluções imediatas para garantir segurança aos que estudam e trabalham lá. “O Maracanã está situado em uma das regiões mais carentes da nossa capital. É inegável que merece um olhar especial. Essa característica só demonstra o tamanho do impacto social que o Instituto Federal do Maranhão proporciona onde atua. Obviamente, necessitamos implementar ações emergenciais”.

Lucimeire Castro Amorim, Diretora-geral do Campus Maracanã, detalha que, já na segunda-feira (11), servidores e estudantes participaram de assembleia para tratar do tema e apresentar alternativas. Ela explica que um encaminhamento foi a criação de uma comissão com a participação de todos os segmentos que integram o Campus.

Além de destacar que o campus tem realizado um diálogo constante com a Secretaria Estadual de Segurança Pública, a Diretora explica que decisões já foram encaminhadas na gestão interna. “Discutimos a questão da vigilância privada. De forma imediata está sendo designado um vigilante para acompanhar ininterruptamente o nosso sistema câmeras de vigilância.  Vamos também reorganizar os postos de segurança existente. Nosso orçamento não irá aumentar e é aí que será necessário realizar o remanejamento de recursos de ações que estavam planejadas para que possamos atuar de forma mais célere e efetiva em outras frentes”, cita Lucimeire Amorim ao exemplificar um projeto para construção de novas guaritas.

 

 

Fim do conteúdo da página