Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > IFMA leva sistema de irrigação a comunidade rural em Alcântara
Início do conteúdo da página Notícias

IFMA leva sistema de irrigação a comunidade rural em Alcântara

A comunidade não dispõe de energia elétrica, por isso o projeto inclui a instalação de painéis solares no local.
  • Jorge Martins
  • publicado 02/05/2019 14h35
  • última modificação 02/05/2019 14h35

Um projeto de extensão do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Alcântara está levando ao povoado Galego, localizado na comunidade quilombola de Santa Maria, um sistema de irrigação automática alimentado por energia solar. Segundo o coordenador dessa iniciativa, o professor do curso de Eletrotécnica Marcel Lima, o objetivo é incentivar o crescimento e melhoria da produção agrícola dos moradores, garantindo o uso eficiente da água.

“Eles fornecem algumas verduras e hortaliças para escolas do município. Mas, sem um sistema de irrigação, a produção além de ser pouca não tem variedade”, explica Lima. O professor também conta que a comunidade não dispõe de energia elétrica, por isso o projeto incluiu a instalação de placas solares fotovoltaicas para alimentar o sistema. Atualmente, os moradores fazem a irrigação de forma manual, carregando baldes de água de um açude até a plantação.

Uma das vantagens da irrigação automática vai ser o aumento de qualidade e quantidade da produção, com o controle correto da quantidade de água irrigada, além da redução da mão de obra dos trabalhadores, que poderão dedicar mais tempo a atividades como o planejamento dos trabalhos na lavoura. A expectativa é ajudar a incrementar a renda familiar dos agricultores, promovendo também a sustentabilidade.

De acordo com o coordenador do projeto, o sistema utiliza irrigação por gotejamento. O acionamento poderá ser feito de forma manual ou automática, através de um relé temporizador, que permite aos agricultores programarem os dias e horários de irrigação bem como o tempo de funcionamento. O sistema de bombeamento da água também pode ser feito de forma manual ou automática, através da chave de boia que indica a necessidade de drenar água do açude para a caixa d’água.

A equipe do projeto também é composta pelos professores Bruno Gomes de Sá e Marcos Henrique dos Santos, e pelos alunos do curso técnico em Eletrotécnica Mickael Rocha e José Lobato Filho. “É a primeira vez que faço parte de um projeto de extensão e estou aprendendo bastante, principalmente na área voltada para energia fotovoltaica, que é a base do nosso projeto”, comenta o aluno Mickael Rocha.

Na última segunda-feira (29), a equipe do projeto finalizou a instalação das placas solares. Todo o sistema de bombeamento de água também já está pronto. Atualmente, o projeto está na fase de instalação elétrica e hidráulica do sistema de irrigação, que deve ser concluído durante as próximas semanas. O cronograma de atividades também prevê a realização de um treinamento com os agricultores.

Fim do conteúdo da página