Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Campus Carolina instala Conselho Diretor
Início do conteúdo da página Notícias

Campus Carolina instala Conselho Diretor

A solenidade foi realizada na Câmara Municipal de Carolina na última quarta-feira, dia 15.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 20/05/2019 10h27
  • última modificação 20/05/2019 12h47

Imprimir

Campus Carolina se torna a primeira unidade a instalar o Condir.

Em solenidade realizada na Câmara Municipal de Carolina na quarta-feira (15) tomaram posse os membros do Conselho Diretor do Campus Carolina (Condir) do Instituto Federal do Maranhão (IFMA). A solenidade foi presidida pelo Diretor-geral da unidade, professor Reinouds Lima, e teve a presença do Reitor do IFMA, professor Roberto Brandão. Com a posse, o Campus Carolina se torna o primeiro dos 29 campi do Instituto Federal a implantar o Condir.

Confira aqui a relação dos integrantes do Condir do Campus Carolina

Com sua criação aprovada em Resolução do Conselho Superior do IFMA, em dezembro de 2018, o Condir é uma ferramenta de gestão que está sendo implantada em todos os campi do IFMA. De natureza consultiva e deliberativa nas dimensões acadêmica, administrativa, financeira, patrimonial e disciplinar, o órgão será a instância máxima no Campus.

O Condir é presidido pelo Diretor-geral da unidade, membro nato. Os demais membros do Conselho são eleitos por seus pares nos segmentos dos técnicos-administrativos, professores e estudantes. Também há representações da gestão local, da Reitoria, de estudantes egressos, da sociedade civil e de sindicatos. Os conselheiros têm mandato de dois anos.

Reitor falou sobre a importância do Condir e o atual cenário orçamentário das instituições federais de ensino.

“Parabéns, o Campus Carolina que deu celeridade ao processo e se tornou o primeiro Campus a concluir a eleição e a instalação do seu conselho Diretor. Serão quatro reuniões ordinárias ao longo do ano, podendo ocorrer encontros extraordinários, a depender de necessidade e convocação do presidente do Condir. Este Conselho é uma conquista do Instituto Federal do Maranhão, e que está garantido, via Resolução, no regimento interno de todos os nossos campi. Por esse órgão vão passar questões centrais da vida do Campus num processo de diálogo com as diversas representações que integram a vida da instituição”, destacou o Reitor Roberto Brandão.

Roberto Brandão exemplificou que no Conselho serão tratadas questões como orçamento da unidade. “As ações que estão acontecendo nos últimos 15 dias, por exemplo, serão assuntos tratados no Conselho. Recebemos documentos, decretos e portarias, onde é sinalizado uma redução no nosso orçamento, que alguns chamam de contingenciamento, bloqueio e outros tratam como cortes. Hoje, cerca de R$ 38 milhões de reais estão bloqueados em nosso orçamento. São recursos de fonte para pagamentos de contratos continuados, como água, vigilância, telefonia, internet, limpeza, capacitação de servidores e provenientes de emendas parlamentares. Isso irá afetar o andamento das nossas atividades de ensino, pesquisa e extensão em todos os campi, seguramente”, disse.

“Estamos negociando, buscando alternativas para avançar com esse projeto que é o Instituto Federal. Os Reitores do Institutos estão dialogando com o Ministério da Educação e temos uma sinalização de liberação de 10% do total de 30% que está bloqueado do nosso orçamento, isso até junho. No segundo semestre fica ainda 20% contingenciado, e que vamos discutir ainda com o Governo. Também estamos em constante diálogo com a bancada federal do Maranhão, com quem estivemos reunidos e conseguimos o apoio de todos os Deputados e Senadores nessa demanda”, disse Brandão

O Reitor também destacou que o orçamento atual tem como base o do ano de 2017, em razão da aprovação da Proposta de Emenda à Constituição n° 55, a chamada PEC do Teto do Orçamento, que limita os gastos públicos em 20 anos. “Nosso orçamento, de acordo com a PEC 55, é o mesmo de 2017, aplicado para 2018 e 2019, pois assim está definido, com alguns gatilhos de ajustes pela inflação.  E aí temos um projeto ainda em andamento aqui em Carolina. São questões que temos que observar e avaliar como crescer com esse cenário”, disse.

Professor Reinouds Lima assumiu em 2018 a gestão do Campus Carolina.

Sobre a atuação do Condir, o Diretor-geral da unidade e presidente da instância, professor Reinouds Lima, observa que se trata de mais um espaço para fortalecimento da democracia. “Este conselho representa um avanço, visto que contempla todos os segmentos que se relacionam com a instituição. Como atuação, esperamos que contemple e receba, em sua atuação, toda diversidade de pensamento, de ideais e de metodologias, e é desse contraponto que temos o exercício da democracia. Vejo que o Condir será um importante instrumento para o aprimoramento e o crescimento da nossa instituição”.

Audiência Pública

Reinouds Lima apresentou à sociedade o planejamento do Campus para os próximos cinco anos.

Em ato contínuo, após o encerramento da posse do Condir teve início Audiência Pública para apresentação à sociedade Carolinense do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) do Campus Carolina. A atividade foi conduzida pelo professor Reinouds Lima Silva e teve a colaboração de gestores e professores do Campus.

“O PDI é o instrumento que aponta para onde devemos caminhar e que define quais são nossas metas, estratégias e apresenta aonde queremos chegar nos próximos cinco anos. Como sabem, o nosso Campus está em fase de implantação completará cinco anos em 2020. Estamos em consolidação do nosso quadro de pessoal. Para o planejamento de ofertas, apresentamos as propostas para novos cursos técnicos, superiores e também na pós-graduação, onde já estruturamos uma oferta lato sensu para esse período de vigência do Plano”, detalhou o gestor da unidade de Carolina, professor Reinouds Lima.

Cristiane Andrea falou sobre processo de construção do PDI da unidade.

Plano de Desenvolvimento Institucional – O Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) é o documento que identifica a instituição, sua filosofia de trabalho e a missão a que se propõe. Nele é apresentado as diretrizes pedagógicas que orientam as ações institucionais, sua estrutura organizacional e as atividades acadêmicas que desenvolve e/ou pretende desenvolver.

O Consup do IFMA, instância máxima da instituição, aprovou em 28 de fevereiro o novo Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), com vigência para o quinquênio de 2019 a 2023. A deliberação dos conselheiros reunidos na Reitoria ocorreu após o documento ter sido apresentado e debatido em todos os campi do Instituto.

Confira as fotos:

registrado em:
Fim do conteúdo da página