Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Projeto Coworking IFMA é finalista do Prêmio Sebrae
Início do conteúdo da página Notícias

Projeto Coworking IFMA é finalista do Prêmio Sebrae

A iniciativa é um projeto de extensão voltado para a promoção do empreendedorismo na região da Cidade Operária.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 31/05/2019 16h08
  • última modificação 31/05/2019 16h08

Imprimir
O Coworking IFMA, projeto de extensão do Instituto Federal do Maranhão (IFMA), está entre os finalistas da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora. O projeto reúne estudantes e professoras dos campi São Luís – Centro Histórico e São José de Ribamar, que trabalham juntos dando consultoria a empreendedores do bairro Cidade Operária e adjacências.

A cerimônia do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora vai ser realizada no dia 11 de junho, em São Luís. Esta é a primeira edição da premiação concedida pelo Sebrae, e o projeto Coworking está indicado na categoria Ensino Técnico. O evento vai ser realizado juntamente com o III Fórum de Educação Empreendedora.

“Essa indicação representa um reconhecimento do nosso trabalho – sobretudo o dos alunos, que são nossos protagonistas. Muitos empreendedores que se beneficiam do projeto têm transformado seus negócios e já estão ansiosos pelos resultados do Projeto Coworking em 2019”, comemora a professora Ivanilde Pacheco, coordenadora do projeto.

Sobre o Coworking

O projeto tem sede no Centro de Referência de Inovação e Empreendedorismo do IFMA, localizado na Cidade Operária. O objetivo é estimular a habilidade de planejamento gerencial de microempresários locais. As atividades tiveram início em 2017 e, no primeiro ano de funcionamento, foram atendidos 42 empreendedores. Já no segundo ano do Coworking, foram realizadas 61 consultorias.

A iniciativa também promove o empreendedorismo na comunidade por meio de oficinas, palestras e minicursos. Este ano, o projeto deu início às ações em abril, quando recebeu novos estudantes que atuarão como consultores.

registrado em:
Fim do conteúdo da página