Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > IFMA tem primeiro abatedouro de caprinos e ovinos autorizado em São Luís
Início do conteúdo da página Notícias

IFMA tem primeiro abatedouro de caprinos e ovinos autorizado em São Luís

Registro de inspeção municipal foi concedido pela Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa) na sexta-feira (28). Abatedouro começa a funcionar a partir do dia 6 deste mês.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 02/07/2019 12h52
  • última modificação 04/07/2019 18h08

Imprimir
O Abatedouro de Caprinos e Ovinos do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus São Luís-Maracanã recebeu, na manhã de sexta-feira (28), o registro do Serviço de Inspeção Municipal (SIM) da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa). Trata-se do único abatedouro de caprinos e ovinos com funcionamento autorizado na cidade. Com o certificado, a carne produzida no local poderá ser comercializada em toda a Região Metropolitana. A iniciativa visa incentivar a economia local e qualificar a produção de carne caprina em São Luís, com impacto direto no mercado ludovicense e de municípios próximos.

A entrega do registro foi realizada pelo Secretário Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento, Ivaldo Rodrigues, em ato ocorrido no Gabinete da Direção-Geral do IFMA Campus São Luís-Maracanã. Segundo ele, a certificação permite o comércio da carne em São Luís e 13 municípios circunvizinhos. “É um marco para a economia e produção de caprinos e ovinos da cidade. É um selo de credibilidade, que vai facilitar a comercialização e o fornecimento de carnes para grandes redes de supermercado. É um momento histórico para a Semapa e para o IFMA, pois estamos criando as condições legais para a comercialização do produto”, disse. “Além disso, é bom saber que a sociedade maranhense pode contar com o IFMA, uma instituição comprometida em melhorar a realidade local”, declarou o secretário.

Participando do ato, o diretor-executivo do IFMA, Agenor Almeida, destacou que o abatedouro do IFMA vai suprir a carência no mercado local de produção e comercialização de carne caprina e ovina. “Existe uma produção de qualidade que precisa ser expandida. O certificado da Semapa representa a confiabilidade nessa carne. Isso somado à credibilidade do IFMA deve permitir o aumento do consumo e comercialização de carne caprina em São Luís e municípios da Região Metropolitana”, comentou Agenor Almeida.

Segundo o coordenador-geral do Departamento de Produção e Apoio Didático do Campus Maracanã, Zenóbio de Souza, o funcionamento do abatedouro tem foco educacional e econômico, por isso, a obtenção do registro já era almejada há algum tempo. “Além de atender a carência de mercado e contribuir com a atividade dos produtores, o local servirá como centro de capacitação para os alunos”, explicou Zenóbio de Souza.

Também participaram do ato de assinatura o superintendente-chefe da Semapa, Emerson Macêdo; o superintendente de Defesa e Inspeção Sanitária da Semapa, Francisco Soares; o chefe de gabinete do Campus Maracanã, Luciano Leite da Silva; o chefe da Divisão do Projeto de Produção do Campus Maracanã, o veterinário Diogo Gomes Serra; o veterinário do Campus Maracanã, Arnon Reis; e os produtores de caprino José Ribamar Pereira Filho e José de Ribamar Costa Pereira.

Parceria com a agricultura familiar

O abatedouro fica localizado no campus, na Avenida dos Curiós, s/n, Vila Esperança, e começa a funcionar a partir do dia 6 deste mês. Com o credenciamento, o local passa a poder fornecer carne de caprinos e ovinos para redes de supermercado, feiras, comércio e escolas, entre outros. A capacidade de abate é de 15 unidades por dia, de acordo com o chefe da Divisão do Projeto de Produção do Campus Maracanã, o veterinário Diogo Gomes Serra. “É uma estrutura que passa por avaliação de expansão. O objetivo é ampliar o abate para atender ao mercado. A adaptação será realizada conforme a demanda”, explicou o chefe da divisão.

Inicialmente, a carne terá origem em produção da agricultura familiar. O produtor de caprino José Ribamar Pereira Filho, que esteve presente na cerimônia de entrega do registro, é o primeiro a realizar parceria com o IFMA para o abate. O objetivo, segundo ele, é fornecer carne de caprino para grandes redes de supermercado e também para instituições de ensino locais, como o próprio IFMA, por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). “Esse é o foco inicial para melhorar a renda de nossa produção. Depois de tanto tempo como criador, finalmente podemos comercializar carne com grandes redes”, disse.

registrado em:
Fim do conteúdo da página