Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Encontro de zootecnistas discute bem-estar animal
Início do conteúdo da página Notícias

Encontro de zootecnistas discute bem-estar animal

III ZOOMAPI reuniu pesquisadores e profissionais da Zootecnia dos Estados do Maranhão e Piauí.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 10/09/2019 12h08
  • última modificação 10/09/2019 12h08

Imprimir

Professor Mateus Paranhos fala sobre bem-estar animal e sustentabilidade na pecuária

Os animais de fazenda são seres sencientes, ou seja, são capazes se sentir emoções como medo e felicidade. Isso faz com o que a preocupação com o bem-estar animal seja cada vez mais discutida no campo do Zootecnia. A pauta foi tema de discussão durante o III Encontro de Zootecnistas do Maranhão e Piauí (ZOOMAPI), realizado entre os dias 05 a 07 de setembro em uma parceria entre o Instituto Federal do Maranhão (IFMA), a Universidade Federal do Maranhão (UFMA), a Associação Brasileira de Zootecnistas (ABZ) e a Universidade Estadual do Maranhão (Uema).

No segundo dia do evento, uma das palestras tratou dos desafios e estratégias para a melhoria do bem-estar dos animais e sustentabilidade nas explorações pecuárias. O professor Mateus Paranhos, da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Etologia e Ecologia Animal (Etco), explicou que uma produção sustentável se baseia em três pilares: vitalidade econômica, ambiente natural e comunidades sustentáveis. “O bem-estar animal está relacionado aos pilares da sustentabilidade e entra como elemento central nesse processo. Promover a qualidade de vida dos animais é um dos principais desafios da produção animal, mas traz vários benefícios, como a redução de perdas econômicas”. Ele destacou que ações de boicote contra marcas e empresas que não se preocupam com o bem-estar animal exemplificam como esse tema tem se tornado cada vez mais prioritário.

O técnico em Agropecuária Rogério Lean é acadêmico de Zootecnia do Campus São Luís – Maracanã e considera que a participação no ZOOMAPI vai contribuir para o aperfeiçoamento de sua pesquisa. Durante um ano, ele foi bolsista de iniciação científica e pesquisou parasitologia em caprinos. Agora, vai fazer parte de um novo estudo na área de bromatologia (ciência dos alimentos). “A pesquisa que vamos iniciar vai investigar o uso de um produto extraído do bagaço do açaí na produção da forragem usada para alimentar os animais. Vamos analisar a parte bromatológica desse alimento e como os animais reagem ao consumo”.

A acadêmica Yasmin Ribeiro, que faz parte do Grupo de Estudos em Pastagem, Alimentação e Sanidade Animal (Gepasa), pesquisa o perfil sérico dos animais alimentados com torta de babaçu e também avalia a importância do evento. “Essas palestras estimulam ainda mais nosso interesse pela pesquisa e a nossa vontade de querer estudar e aprender. Além disso, aqui a gente interage com diversas pessoas de outros estados, outras universidades, conhecendo outras realidades da produção animal”.

registrado em:
Fim do conteúdo da página