Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > JIFMA promove diversidade na prática esportiva
Início do conteúdo da página Notícias

JIFMA promove diversidade na prática esportiva

Terceiro dia de competição inclui tênis de mesa e natação paralímpica na disputa  
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 21/09/2019 16h36
  • última modificação 21/09/2019 16h36

Imprimir

Izabelly Lisboa, atleta paralímpica de natação

Nesta sexta-feira, 20, começaram as competições de natação dos VI Jogos dos Estudantes do Instituto Federal do Maranhão. As provas aconteceram também no sábado, 21, na piscina do Complexo Esportivo Barjonas Lobão (Fiqueninho). No local, o destaque foi para a estudante-atleta na competição paralímpica, Izabelly Vitória Lisboa.

Ela tem 15 anos e é aluna do primeiro ano do curso técnico em Química, no IFMA – Campus Monte Castelo. Superar e vencer obstáculos já faz parte de seu cotidiano, o que foi devidamente comprovado nos dias de provas, quando nadou os 50m livres, 100m e 200m livres.

A atleta diz que compete há dois anos na natação, treinando duas vezes por semana. “É um esforço que faço. Como aluna, sinto-me satisfeita por estudar no IFMA, o que me proporcionou participação nos Jogos escolares dos estudantes da escola, por isso estou aqui”.

Segundo o pai de Izabelly, Glauber Lisboa, ela tem Artrogripose Múltipla Congênita (AMC) – caracterizada por rigidez nas articulações, que impedem o movimento de seus membros inferiores. Mas essa deformidade nunca a impossibilitou de conquistar vitórias, desenvolver suas capacidades cognitivas e alimentar o sonho de ser médica pediatra. “Ela nada, é modelo, palestrante, pratica canoagem, tênis de mesa, toca instrumentos e adora a leitura. Estamos aqui na torcida para que melhore cada vez mais seu desempenho e possa continuar influenciando outras pessoas”, diz.

Na mesma piscina competiu Bianca Santos, aluna de Eletrônica do Campus Monte Castelo, que conseguiu a primeira colocação nos 50m nado peito, ainda na sexta, 19. “É uma experiencia gratificante representar nosso campus nesta competição, que anualmente preparam pra gente”, comenta a estudante atleta, acrescentando que competir é bom, mas melhor ainda é viajar, conhecer outros campi e fazer nova amizades”.

Tênis de Mesa

Considerado um exercício de resistência, o tênis de mesa é um esporte que trabalha o corpo todo, e vem ganhando espaço à cada edição dos Jogos dos Estudantes do Instituto Federal do Maranha (VI JIFMA). Este ano, a modalidade contou com a participação de 16 meninos e 4 meninas de 15 delegações diferentes: Imperatriz, Barra do Corda, Zé Doca, São Raimundo das Mangabeiras, Porto Franco, Pedreiras, Codó, Açailândia, Bacabal e Buriticupu.

Competições de tênis de mesa iniciaram neste sábado, na área de vivência do Campus Imperatriz

Um dos participantes é Marcos Henrique de Oliveira, do curso de Metalurgia IFMA Açailândia. Ele relata que começou a praticar o tênis de mesa no próprio IFMA, por incentivo de amigos, e atualmente já faz parte da federação maranhense, onde está disputando o ranking na categoria D.

“Ter essa modalidade no JIFMA é muito bom porque incentiva outras pessoas a praticar o esporte, e aqui a gente vai aprendendo e adquirindo experiência. A partir daqui nos sentimos mais preparados para participar de outras seletivas estaduais e nacionais. Hoje por exemplo, já vou para o terceiro jogo, nos dois primeiros ganhei um por W.O e outro de 3 setes a zero” – disse Henrique, sorridente.

A disputa da modalidade começou na neste sábado e movimentou a manhã dos atletas no campus do IFMA Imperatriz. Paralelo a competição do tênis de mesa aconteciam as partidas finais do basquete masculino e do futsal feminino, além da continuidade da natação, do handebol e do futsal masculino.  Para professora Mackleianny de Oliveira do Campus de Zé Doca, o JIFMA incentiva a diversidade na prática esportiva.

“O evento é uma oportunidade única para nós porque na nossa cidade não temos estímulo em outras modalidades além do futsal. Estes alunos só têm o JIFMA como ponto alto para mostrar sua desenvoltura. Aqui, eles conseguem vivenciar o esporte em si, têm contato com níveis diferentes; isso é importante para eles crescerem enquanto pessoa, aprender a lidar com a derrota; e ver o quanto eles podem melhorar ou até mesmo perceber que estão no mesmo nível de outros times” – ressaltou a professora que está participando desta edição com futsal masculino, tênis de mesa, atletismo e xadrez.

Acesse os Boletins

Galeria de Imagens – VI JIFMA

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página