Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Solenidade no Monte Castelo marca abertura do Universo IFMA
Início do conteúdo da página Notícias

Solenidade no Monte Castelo marca abertura do Universo IFMA

O evento integra Pró-reitorias do Instituto Federal do Maranhão com o apoio do CNPq e FAPEMA
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 13/11/2019 12h21
  • última modificação 13/11/2019 12h21

Imprimir

Reitor Roberto Brandão fez uma retrospectiva dos eventos de divulgação científica realizados pelo Instituto

A solenidade de abertura oficial do Universo IFMA, evento científico que ocorre de 12 a 14 de novembro, aconteceu na noite desta terça-feira, 12, no Cineteatro Viriato Correia do Instituto Federal do Maranhão – Campus Monte Castelo – que em 2019 sedia a atividade. No local, o reitor Roberto Brandão saudou a todos os alunos e servidores. Fez uma retrospectiva dos eventos de divulgação científica realizados pelo IFMA, mostrando sua evolução no intuito de desenvolver estudos e projetos voltados à resolução de problemas da sociedade, tendo como forte componente a inovação.

Citou como exemplo o IX Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação (Connepi), implementado em 2014, e que reuniu cerca de 8 mil pessoas. “Hoje temos o Universo IFMA que demonstra nosso desenvolvimento, aliado a conferências e encontros internacionais”, pontou Roberto. Segundo ele, quando se quer fazer, não se trata apenas de questões orçamentária, mas da junção de pessoas em torno de um projeto, o qual não é possível deixar retroceder.

Mencionou ações reforçadas por meio de parcerias com o Governo do Estado e Projetos como o La Passion (Práticas e habilidades sociais da América Latina para uma rede orientada para a inovação), que envolveu o IFMA com a comunidade europeia. Trata-se de recursos internacionais voltados aos alunos, orientados para buscarem soluções tecnológicas que contribuam para a melhoria dos índices de desenvolvimento humano (IDH) de São Luís e do município de Santo Amaro, na região dos Lençóis Maranhenses.

“É assim que queremos o IFMA, fazendo o diferencial em nossos bolsões de miséria”. Lembrou também que estudantes do interior do Maranhão aplicam suas experiencias de vida em países como Portugal. “Que todos aqui possam contribuir para que tenhamos bons momentos estes dias, encaminhamentos, realizar novas parcerias no sentido de que tenhamos o IFMA como uma bandeira de luta no estado, país e universo”.

Secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Davi Teles: trago do governo Flávio Dino sua admiração pelo IFMA

O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Davi Teles, representou o governador Flávio Dino. Em sua fala sublinhou a rapidez como as coisas avançam no IFMA. “Isso demonstra que a instituição é madura e está pronta para os desafios do século XXI. Trago do governo Flávio Dino sua admiração pelo IFMA e pela atual composição da administração superior, liderada pelo professor Roberto Brandão”, disse o secretário, acrescentando que só o Instituto tem o poder de congregar Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação de forma tão magnífica, transformando pesquisa em solução de dores.

A pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação do IFMA, Natilene Brito, agradeceu ao professor Roberto Brandão a garantia da realização do evento – oportunidade de discutir as formas de levar pesquisa para a sociedade, de modo a contribuir com o Ensino. Reconheceu ainda o apoio que vem de outros campi, por meio dos alunos e monitores que auxiliam na realização do Universo. “É uma ação internacional, que traz pesquisadores estrangeiros para troca de experiências, tendo como temática central o trabalho com a aproximação do setor produtivo”, comentou, lembrando que serão três dias de discussão na busca das melhores formas de trilhar um caminho de sucesso.

Ao exaltar a qualidade da programação, a pró-reitora de Ensino, Ximena Paula Bandeira, sinalizou que a materialização do Universo IFMA chama-se resistência. “A ação nos fortalece internamente. Agradeço aos coordenadores institucionais presentes que fazem parte desta programação”, disse, referindo a programas como o Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), Plano Nacional de Formação de Professores (Parfor), Residência Pedagógica, bem como à coordenação do Neabi Central. “Que seja um momento profícuo para todos e que os resultados sejam alcançados”. O diretor da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA) professor André Santos, relatou que a instituição incentiva o acontecimento, onde podem ser demonstrados resultados de pesquisas que serão aplicados nas empresas.

O professor Fernando Lima, pró-reitor de Extensão, ressaltou a ação conjunta com as pró-reitorias, mostrando a importância do tripé Ensino, Pesquisa e Extensão no sistema educativo nacional. “Mesmo com as dificuldades financeiras foi possível garantir um evento que a cada ano se supera”, expressou o professor Washington Conceição, pró-reitor de Administração.

“Temos um número enorme de participantes. Que possamos agradar a todos que passarem por aqui para prestigiar o Universo e a Conferencia Internacional de Cooperação entre Academia e Indústria, bem como o Encontro Internacional em Ciências e Engenharia de Materiais”, mencionou o professor Cláudio Leão, diretor do Campus Monte Castelo.

Um minuto de silencio em homenagem ao professor Rivas Mercury

O professor Samuel Rodrigues, coordenador do Encontro, lembrou o amigo e professo do IFMA, Rivas Mercury, falecido em agosto, deixando uma marcante trajetória profissional na escola. “Solicito um minuto de silêncio em sua memória”.

Palestra de abertura

Palestra sobre Ambientes internacionais em pesquisa.

Ao final, o professor Fúlvio Siciliano, doutor em Engenharia de Materiais pela Universidade de Mc Gill – Canadá falou sobre Ambientes internacionais em pesquisa. Na ocasião, repassou informações úteis para os alunos interessados em realizar atividades no exterior. A abertura teve ainda a participação de Daniel Lemos, tocando um repertório musical, com o projeto Piano Maranhense.

registrado em:
Fim do conteúdo da página