Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > IFMA promove astronomia em zona rural de Grajaú
Início do conteúdo da página Notícias

IFMA promove astronomia em zona rural de Grajaú

A iniciativa de divulgação científica busca, ainda, conscientizar sobre a preservação do meio ambiente
  • Assessoria de Comunicação com informações do campus
  • publicado 18/11/2019 16h43
  • última modificação 18/11/2019 16h52

Imprimir

Estimular o interesse de crianças, jovens e adultos pela ciência. Esse é o objetivo do projeto de extensão “Astronomia no Sertão” desenvolvido em povoados da zona rural do munícipio de Grajaú, sob a coordenação do professor do IFMA Genilson Martins, em parceria com a professora Daniely Gaspar da UFMA.

 

O projeto conta com a participação de estudantes das duas instituições e promove observações astronômicas a olho nu e com telescópios. Também há oficinas e palestras sobre astronomia.

 

“Esperamos conseguir estimular estudantes na busca pelo conhecimento e no desenvolvimento da criatividade, raciocínio crítico, a familiarização com o método científico e as habilidades para a pesquisa”, afirmou Genilson. “Pretendemos, ainda, apoiar e complementar as disciplinas de Física, Matemática, Química e História com atividades criativas, experimentação lúdica e interativa”, prosseguiu.

 

No dia 8 de novembro foi realizada uma das etapas do projeto no povoado Alto Brasil a 50km da sede do município de Grajaú. Cerca de 700 pessoas da localidade e dos estudantes do povoado Sabonete prestigiaram o evento. “Eles se encantaram com a beleza do nosso satélite natural e Saturno, a jóia do sistema solar”, celebrou o professor do IFMA.

 

Além da observação do céu com telescópios e binóculos, foram expostos viários experimentos de física e astronomia. Houve, também, uma apresentação artístico- cultural do grupo de teatro e música Mímesis do IFMA Grajaú.

A meta do projeto é atingir 3 mil pessoas até o final deste ano. Ele pretende, ainda, preparar os estudantes do povoado Alto Brasil para as provas da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), que vão acontecer no próximo ano.

Fim do conteúdo da página