Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Comitê e Reitor discutem auxílio emergencial aos estudantes e andamento de pesquisa
Início do conteúdo da página Notícias

Comitê e Reitor discutem auxílio emergencial aos estudantes e andamento de pesquisa

A expectativa é que o auxílio emergencial aos estudantes seja viabilizado em duas parcelas. Ação considera o cenário de crise econômica, social e de emergência de saúde pública em razão do avanço do novo Coronavírus.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 09/04/2020 19h48
  • última modificação 09/04/2020 22h35

Imprimir
O Comitê Central de Crise para Enfrentamento ao Coronavírus do Instituto Federal do Maranhão  (IFMA) realizou webconferência nesta quinta-feira (09.04), com a presença do Reitor do IFMA, professor Roberto Brandão. Foram pautas da agenda a implantação de um auxílio emergencial aos estudantes, o andamento da pesquisa para identificação de condições de acesso à internet e a habilidade e o aspecto formativo dos professores para produção de conteúdo digital e a avaliação do atual cenário frente a emergência de saúde pública em decorrência da Covid-19.

Auxílio Emergencial aos Estudantes

Por orientação do Reitor, nos últimos dias o Comitê de Crise, em conjunto com a Diretoria de Assuntos Estudantis da Pró-Reitoria de Ensino (DAE/PROEN), trabalham na estruturação de uma proposta para concessão de auxílio emergencial aos estudantes, considerando o cenário de crise econômica, social e de emergência de saúde pública em razão do avanço do novo Coronavírus.

Dados do ano base de 2019 da ação de caracterização socioeconômica dos estudantes do IFMA, em ação conduzida pela DAE em formulário que foi disponibilizado no Sistema Unificado de Administração Pública (SUAP),  apontam que aproximadamente 80% dos discentes que participaram da coleta vivenciam uma realidade de vulnerabilidade socioeconômica, com renda per capita de até meio salário mínimo.

No ano passado, mais de 11 mil estudantes do IFMA foram beneficiados nos programas de Assistência Primária (auxílio alimentação, auxílio transporte, auxílio moradia, bolsa de estudos e bolsa Proeja), onde o critério de seleção é a situação de vulnerabilidade social, em procedimento de aferição por meio de avaliação conduzida por profissional assistente social.

A expectativa é que o auxílio emergencial seja viabilizado em duas parcelas. Hoje, o processo se encontra para emissão de parecer da Procuradoria Jurídica do IFMA. “É uma ação que busca garantir o direito à segurança alimentar e nutricional dos nossos estudantes. Comitê e Diretoria de Assuntos Estudantis estão levantando dados para que seja possível dimensionar o valor do auxílio, o período de transferência das parcelas e a quantidade de estudantes que serão beneficiados”, destacou Dayse Rocha, titular da DAE e integrante do Comitê.

Pesquisa sobre condições de acesso à Internet e formação docente

Mais de 1.300 professores e de 9.100 estudantes já preencheram o questionário eletrônico. Iniciada em 02 de abril, a pesquisa segue aberta para receber contribuições até o próximo domingo (12.04). Os dados coletados serão disponibilizados à comunidade do IFMA.

A iniciativa possibilitará que a instituição elabore um diagnóstico para o planejamento de estratégias que possam auxiliar o IFMA no crescimento da oferta e no uso de tecnologias nos planos dos cursos. Sua aplicação não implica em alteração e/ou suspensão da orientação apresentada na Nota 03 do Comitê Central de Crise, documento publicado como anexo da Portaria IFMA nº 1.254/2020.

À época, a Nota do Comitê destacou que o IFMA não iria, naquele momento, realizar uso de ferramentas da tecnologia da informação e comunicação em substituição das aulas presenciais. O entendimento do Comitê, a partir de alinhamento com a Pró-Reitoria de Ensino (Proen), foi que a medida poderia prejudicar estudantes e professores, diante das dificuldades e limitações quanto ao acesso à internet e da necessidade de formação aos docentes diante das especificidades da educação a distância.

“O IFMA está cumprindo uma etapa de levantamento de informações para que se possa planejar ações futuras. Neste momento de crise, aproveitamos para reavaliar cenários e encaminhar propostas. Somos uma instituição de ciência e tecnologia, investigar está no cerne da nossa existência. Quem sabe o IFMA não avança em novas tecnologias, novos projetos pedagógicos ou mesmo em novas ofertas de cursos que possam contribuir com o desenvolvimento da nossa comunidade? Hoje temos mais um ambiente de produção de educação a distância, situado nas antigas dependências da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), em São Luís. É lá que o Centro de Referência Tecnológica (CERTEC) está implantado, e pode apresentar novas possibilidades de cursos, capacitações e qualificações, em articulação com os nossos campi”, observa Roberto Brandão.

Manutenção da suspensão das atividades

Desde o dia 17 de março o IFMA está com as atividades acadêmicas suspensas por prazo indeterminado, como medida de prevenção ao avanço do novo Coronavírus. Ao avaliar o cenário, o Reitor e o Comitê compreendem que não há, neste momento, motivo e elementos novos para se deliberar sobre retorno às atividades presenciais – aulas, rotinas administrativas e atendimento ao público, ou de substituição do ensino presencial pelo ensino a distância.

“O IFMA permanece na sua posição de suspensão das atividades acadêmicas e prioritariamente em serviço remoto nas atividades administrativas por tempo indeterminado, até novos encaminhamentos da Organização Mundial de Saúde (OMS) e órgãos da saúde brasileira. Nossa preocupação central é na preservação da vida”, disse o Reitor.

 


Outras notícias sobre o assunto:

Pesquisa busca compreender condições de acesso à internet e capacidade para produção de conteúdo digital;

Servidores devem preencher Plano de Trabalho durante período de suspensão das aulas;

IFMA determina adoção de medidas de proteção aos prestadores de serviço;

IFMA não irá fazer uso de meios digitais para substituir aulas presenciais;

Coldir discute medidas para enfrentamento à pandemia de coronavírus (COVID-19);

Comitê de Crise divulga orientações para o desempenho de atividades de forma remota;

IFMA determina que atividades sejam desenvolvidas prioritariamente de forma remota;

IFMA estabelece procedimentos para atividades durante período de suspensão das aulas;

Comitê de emergência do MEC realiza segunda reunião sobre ações contra o coronavírus;

IFMA suspende aulas por prazo indeterminado;

Nota oficial: não há registros de casos de estudantes com COVID-19 no IFMA;

Comitê de emergência do MEC define primeiras ações contra o Coronavírus;

Coronavírus: Ministério da Economia emite orientações;

Conselho de reitores emite nota sobre novo Coronavírus

registrado em:
Fim do conteúdo da página