Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Enfrentamento à Covid-19: Campus Araioses produz máscaras para comunidades carentes do Baixo Parnaíba Maranhense
Início do conteúdo da página Notícias

Enfrentamento à Covid-19: Campus Araioses produz máscaras para comunidades carentes do Baixo Parnaíba Maranhense

500 unidades produzidas em impressora 3D e mais de 2000 unidades de tecido foram distribuídas em diversas comunidades da microrregião
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 15/09/2020 17h48
  • última modificação 15/09/2020 19h15

Imprimir

Trabalhadores de casas de farinha, agricultores, donas de casas, pais de crianças especiais. Diferentes pessoas, mesma realidade: com poucos recursos financeiros, carência de informações e distância da zona urbana, a maior parte da população rural de Araioses está vulnerável ao novo Coronavírus. Sensibilizados com a situação das comunidades, um grupo de servidores do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Araioses desenvolveu um projeto de extensão para enfrentamento à Covid-19 e distribuiu mais de 2 mil máscaras de tecido e 500 máscaras face shield, produzidas em impressoras 3D.

Financiado pelo aditivo do Edital de Fluxo Contínuo Nº 01/2020 da Pró-reitoria de Extensão do IFMA, o projeto do Campus Araioses conseguiu chegar às comunidades muito distantes da sede do município por causa do forte relacionamento que existe entre o IFMA e a sociedade civil organizada. Da produção à distribuição, uma verdadeira rede de solidariedade foi criada para garantir que de trabalhadores da saúde até pequenos agricultores recebessem equipamentos de proteção (EPIs) contra a Covid-19. “Esse projeto de extensão está sendo uma iniciativa conjunta entre os profissionais de Educação do IFMA, terceirizados e artesãs de Araioses.” diz o coordenador do projeto Ariel Teles.

O primeiro passo é a produção dos EPI”s. Em função do trabalho remoto, a equipe executora fez uma escala de revezamento para produzir as máscaras nas impressoras 3D. “Já realizamos a produção e distribuição de 2.100 máscaras de tecido para muitas comunidades da região. Com o uso de impressoras 3D, já distribuímos 360 EPIs do tipo face shield para a Secretaria de Saúde, APAE e Fórum de Educação. Com as impressoras 3D, vamos produzir mais 140 face shields e 100 máscaras do tipo Delfi-TRON. Nosso objetivo é ampliar a distribuição de EPIs para mais cidades da Microrregião do Baixo Parnaíba Maranhense”, explica Teles.


O projeto reúne tecnologia e artesanato. As máscaras de tecido são produzidas por um grupo de artesãs de Araioses. A maior parte do grupo participa do Curso FIC de Cooperativismo Artesanato, como as artesãs Adriana Pinto, Lia Rosa e Marcelina Barbosa. Enquanto se previnem da Covid-19 em suas casas, elas põem as máquinas de costura a serviço da vida. “Nesse momento tão difícil que estamos vivendo por conta da pandemia tivemos a felicidade de contribuir com este projeto, ajudar pessoas que necessitavam e não tinham condições de adquirir uma máscaras e tivemos também a oportunidade de arrecadar recursos para formalização da nossa cooperativa de artesanato, a COART”, diz a líder do grupo de artesanato Marcelina.

A segunda parte do projeto consiste na entrega dos EPIs. Por conta da necessidade de distanciamento social, a equipe de entrega é reduzida. o diretor de Administração do campus, Rafael Ciarlini, e do coordenador do projeto, Ariel Teles, junto a um representante de um dos parceiros da ação, como a APAE, Casa Familiar Rural, e o Fórum Municipal de Educação de Araioses. “Estamos empenhados nessa parceria com o IFMA/Araioses para enfrentar a Covid-19 e melhor assistir aos professores da rede de ensino municipal. Por isso, fizemos a entrega das máscaras de tecido e o sorteio das máscaras face shield entre os professores para que esses educadores possam se sentir mais seguros e assim possamos conter o aumento do índice de infecção”, afirma a representante do Fórum Municipal de Educação, professora Francisca Dourado.


Os materiais de proteção contra a Covid-19 tem sido recebido com alívio nas comunidades. A maioria dos moradores encontrados pela equipe de entrega do projeto estava sem máscara, principalmente os que estavam em atividades manuais como os trabalhadores das casas de farinha. “A gente estava aqui abandonado, mas graças a Deus que o pessoal do IFMA se lembrou da gente, e trouxe essas máscaras, essa esperança para nós”, diz o agricultor Domingos, da comunidade São Paulo, umas das mais afastadas da zona urbana de Araioses.

Desde o início da pandemia, em março deste ano, a maior preocupação da população era com a falta de EPIs e infraestrutura nas unidades de saúde. Por isso, parte do material produzido foi destinado a atender a necessidade dos profissionais que atuam na linha de frente do combate à Covid-19. No início do mês, o diretor geral do Campus Araioses, Raimundo Gondinho, participou da entrega de 200 máscaras face shields para a Secretaria Municipal de Saúde de Araioses. “Além desse projeto que tem sido de suma importância na região, também estamos com a equipe atuando para garantir que os nossos alunos disponham da melhor educação, enquanto estão em suas casas. É um esforço conjunto para que todos possamos passar de forma segura por essa pandemia”, conclui Gondinho.

 


Comunidades atendidas: Água Fria, João Peres, Zumbi, Mariquita, Várzea dos Batistas, Baixões, Melancias, Placas, Capitão, Novo Horizonte, São Paulo, Grossos, Canto dos Porcos, Remanso, Jiquiri e Monte Vidi.

Instituições atendidas
: APAE, Secretaria da Saúde, CERNSC, FME e Casa Familiar Rural.

Fim do conteúdo da página