Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Meninas do IFMA na ciência: aluna do Campus Codó chega ao mestrado na Bahia
Início do conteúdo da página Notícias

Meninas do IFMA na ciência: aluna do Campus Codó chega ao mestrado na Bahia

Lorenna Souza ingressou no IFMA Campus Codó, em 2014, e, agora, cursa mestrado em Engenharia e Ciências dos Alimentos  
  • Cláudio Moraes
  • publicado 08/03/2021 20h25
  • última modificação 09/03/2021 08h30

Imprimir

Estudar é um grande diferencial para a carreira profissional e buscar conhecimento precisa ser um foco constante. Essa é uma oportunidade que o Instituto Federal do Maranhão (IFMA) proporciona às meninas e mulheres que compõe o seu quadro acadêmico.

 

Lorenna Kamila de Melo Souza, 24 anos, nascida em Aldeias Altas (MA), a quase 400 Km da capital maranhense, sabe muito bem disso. “Eu sempre vi os estudos como algo fundamental na minha vida e sempre fui uma aluna dedicada e esforçada para obter meus objetivos e metas”, ressaltou.

 

Egressa do curso de Tecnologia em Alimentos do IFMA Campus Codó (2014-2018), especializou-se em Controle de Qualidade e Higiene dos Alimentos, na FAVENI (2018-2019) e, agora, cursa o mestrado em Engenharia e Ciências dos Alimentos na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), em Itapetinga.

 

“Eu me identifico muito com a área de alimentos, controle de qualidade e inovação de produtos, que é algo essencial, e eu gosto muito”, ressaltou. “A cada novo período no curso de Tecnologia em Alimentos fui tendo mais vontade de aprender e obter conhecimentos relacionados à área”, afirmou.

 

“Agora, sou mestranda em Engenharia e Ciências dos Alimentos e tenho me dedicado muito, pois sempre tive essa vontade”, prosseguiu. “Isso significa muito pra mim, é mais um objetivo alcançado graças a Deus e estou extremamente feliz”, ressaltou. “A minha meta agora é cursar o doutorado assim que concluir o mestrado”, disse.

 

Os estudos no IFMA

Lorenna sempre estudou em escola pública e em 2014, aos 17 anos, iniciou a vida acadêmica no IFMA Campus Codó, no curso de graduação de Tecnologia em Alimentos. “Inicialmente foi tudo novo para mim, pois tive que mudar de cidade e morar, durante a graduação, em Codó”, relembrou.

 

“Em Codó fiz muitos amigos e tenho muitas lembranças boas”, afirmou. “Mas morar em outra cidade requer custos, muito gastos e os meus pais foram essenciais”, ressaltou. “Com três filhas na graduação, morando em outras cidades, empregaram muito esforços para nos formarmos”, pontuou.

 

 

“Consegui bolsas de auxílios do IFMA e bolsas de iniciação científica que me ajudaram muito a me manter também”, disse. “Durante minha graduação elaborei projetos, participei de congressos, fiz Iniciação cientifica PIBIC, participei de viagem de estudos, visitas técnicas e me empenhei bastante”, recordou.

 

“O IFMA campus Codó faz parte da minha trajetória acadêmica, sou muito grata por todas as oportunidades que eu tive de aprender e crescer profissionalmente”, agradeceu. “Tive uma ótima orientadora na minha graduação, que me incentivou muito a querer cada vez mais buscar conhecimentos”, assinalou. “Professora Carlyanne Costa muito obrigada por toda paciência e incentivo, sou muito grata por estar onde estou”, reconheceu.

 

Família, fé e gratidão

“Meus pais sempre incentivaram meus estudos e o das minhas irmãs e ressaltaram a importância disso desde sempre”, relembra. “Sou muito grata a eles por tudo que fizeram e fazem por mim e por nunca medirem esforços quando se trata da minha educação e crescimento profissional e pessoal”, reconheceu.

“Mas Deus é bom e sempre esteve à frente de tudo”, afirmou. “Agradeço à Deus por tudo e a meus pais e minhas duas irmãs por todo apoio e amor”, disse. “Gratidão também a todos os meus professores que me ajudaram a chegar até aqui, pois foram essenciais em cada degrau de conhecimento adquirido”, destacou.

 

Lorena tem um gosto musical eclético, gosta de assistir filme e ler livros. “Adoro um romance clássico, comédia e, principalmente, livros que ensinam a ser pessoas melhores”, concluiu.  Qual o livro que mais agradou ? ”O Extraordinário”, um romance escrito por Raquel Jaramillo, sob o pseudônimo R. J. Palacio, publicado em 2012, conta a história de Auggie Pullman, um garoto que sofre da síndrome de Treacher Collins que causa deformação facial. O livro entrou na lista do New York Times, venceu o Mark Twain Reaers Award em 2015 e foi adaptado para o cinema no filme de mesmo nome estrelado por Júlia Roberts.

 

Nesse dia 8 de março, o IFMA deseja a Lorena e a todas as meninas e mulheres que as suas trajetórias prossigam dessa forma: extraordinária !

 

Conheça, ainda, a história de  Crislane Cristina Baima Silva, também do IFMA Campus Codó

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página