Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Projeto de estudante do IFMA vai criar museu virtual em escola de São Luís 
Início do conteúdo da página Notícias

Projeto de estudante do IFMA vai criar museu virtual em escola de São Luís 

Projeto da aluna Lídia Cristina Costa Nunes, do curso de Pedagogia EPT, será fomentado por instituições. Museu virtual contará a história do Centro de Ensino General Artur Carvalho, seus alunos e da comunidade 
  • Assessoria de Comunicação com informações do Campus Caxias
  • publicado 11/05/2021 21h17
  • última modificação 11/05/2021 21h18

Imprimir

Implementar um museu virtual no Centro de Ensino General Artur Carvalho, em São Luís (MA), para narrar a história de estudantes, professores, comunidade e região na qual a instituição está inserida, além de oferecer um veículo informativo e comunicativo para exposição da identidade e memória escolar. Esse é o principal objetivo do projeto que será desenvolvido pela aluna Lídia Cristina Costa Nunes, do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Caxias. A proposta foi selecionada em edital de fomento de pesquisas no campo da Educação Básica da Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais (Flacso Brasil), Secretaria de Educação do Estado do Maranhão (Seduc/MA) e Vale SA. O objetivo das instituições, através da seleção, é fomentar pesquisas que contribuam para o aprimoramento de políticas públicas em educação, para que os dados científicos sejam transformados em produtos ou propostas de apoio pedagógico.

A seleção foi aberta a estudantes de Pedagogia e de mestrado profissional ou acadêmico em Educação das universidades públicas do Maranhão. Foram selecionadas nove propostas. Sob a orientação da professora Patrícia de Sousa Santos, do Campus São João dos Patos, o projeto de Lídia Nunes, que tem como título “Memória e Sociedade: uma construção interdisciplinar entre os componentes curriculares História e Artes”, foi um dos contemplados. Lídia Nunes é aluna da licenciatura em Pedagogia e Educação Profissional e Tecnológica (EPT), curso ofertado pelo Campus Caxias em parceria com o Centro de Referência Tecnológica do IFMA (Certec) no Polo São Luís, através da Universidade Aberta do Brasil (UAB).

Lídia Nunes é aluna da licenciatura em Pedagogia e Educação Profissional e Tecnológica (EPT), curso ofertado pelo Campus Caxias em parceria com o Centro de Referência Tecnológica do IFMA (Certec) no Polo São Luís

O projeto – A proposta da pesquisa é desenvolver um museu virtual no Centro de Ensino General Artur Carvalho, localizado na rua Armando Vieira, bairro Fátima, em São Luís (MA). Para isso, conta Lídia Nunes, será essencial a interdisciplinaridade da História com a Artes. “A interdisciplinaridade é uma proposta pedagógica contemporânea e inovadora que relaciona duas ou mais disciplinas curriculares promovendo, assim, uma articulação e aproximação entre elas”, afirma. “Com a criação do museu virtual, os alunos da escola vão poder relacionar a teoria com a prática por meio da reunião dos artefatos históricos, como imagens, fotografias, objetos, documentos e monumentos, que narram a história da escola, da comunidade e da região onde está localizada”, disse. Lídia Nunes frisa que a escolha do centro de ensino ocorreu devido a sua proximidade geográfica com o Certec, local onde são realizados os encontros presenciais do curso de Pedagogia EPT. “O Certec oferta cursos técnicos, de graduação e pós-graduação do IFMA. Por isso, é importante ter este elo e compromisso de levar benefícios para a sociedade, sobretudo a que está mais próxima. Logo, este projeto também tem esse objetivo”, pondera.

Para desenvolver seus estudos e suas atividades, a aluna terá cinco meses. Durante este período, Lídia vai receber bolsa no valor de quinhentos reais por mês. O projeto, segundo ela, será realizado em quatro etapas. No primeiro momento, ela vai fazer um levantamento de dados em relação à história da escola, dos alunos, da comunidade e do município. “Em seguida, será feita a análise dos componentes curriculares de História e Artes para relacionar com a história da escola e outros dados de pesquisa”, esclarece a aluna. Na terceira etapa, será criado o museu virtual. “Por fim, será efetuada a organização e construção dos artefatos históricos para a exposição na sala museu”, frisa. Em virtude da pandemia da Covid-19, algumas etapas serão realizadas de forma virtual.

Sobre o museu virtual, Lídia Nunes afirma que é um recurso tecnológico que possibilita ao indivíduo conhecer e ampliar seus conhecimentos sobre patrimônios antigos e atuais por meio da internet. “Com isso, oferece uma mediação paralela e complementar sobre a memória e identidade da comunidade, além de expor informações e realidades sobre ela, através de imagens, monumentos e documentos, por exemplo”, concluiu.

Para a coordenadora do curso, professora Eliane de Sousa Almeida, a aprovação da aluna corrobora que perfil profissional do egresso da Licenciatura em Pedagogia EPT é capaz de criar e produzir propostas educativas para as diferentes realidades escolares, trabalhando coletivamente, elaborando e mediando a construção de materiais didáticos apropriados às realidades nas quais estiver inserido. “Por outro lado, cabe destacar ainda que o curso trabalha numa perspectiva de envolver o aluno naquilo que é inerente às instituições de ensino superior, que são ensino, pesquisa e extensão”, finalizou.

registrado em:
Assunto(s): Caxias , Certec , ensino , Pedagogia , Pequisa
Fim do conteúdo da página