Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > IFMA discute parcerias com a Sagrima
Início do conteúdo da página Notícias

IFMA discute parcerias com a Sagrima

Reitor Carlos Cesar Teixeira Ferreira se reuniu nesta quarta (09) com o secretário de Estado da Agricultura, Sérgio Delmiro.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 10/06/2021 10h19
  • última modificação 10/06/2021 10h19

Imprimir

(Da esq. para a dir.) Sérgio Delmiro, Carlos Cesar Teixeira Ferreira e Carlos Alexandre Amaral Araújo.

O reitor do IFMA Carlos Cesar Teixeira Ferreira se reuniu na tarde desta quarta-feira (09) com o secretário de Estado da Agricultura, Sérgio Delmiro. Na pauta do encontro, a discussão de novas parcerias entre o Instituto e a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca do Estado do Maranhão (SAGRIMA).

Durante a reunião, realizada no gabinete da Reitoria do IFMA, em São Luís, foram discutidas colaborações para estágio, transferência de tecnologias e extensão rural. O reitor destacou o interesse do IFMA em trabalhar com a Sagrima e o avanço da parceria para um acordo de cooperação técnica. “O IFMA tem expertise nessa área, com nossos campi que trabalham na educação agrícola, como Maracanã, Codó, Caxias, São Raimundo das Mangabeiras, Viana e Grajaú. Mas essa parceria pode se estender a todos os campi, atendendo a projetos que demandem tecnologia, inovação e educação para o campo”, comentou Carlos Cesar Teixeira Ferreira.

O secretário frisou a intenção da Sagrima de buscar parcerias. “Nós estamos aqui na Reitoria do IFMA buscando parcerias, trabalhando a parceria com a instituição que pode nos trazer um fortalecimento”, disse.

Participante da reunião, o pró-reitor de Extensão do IFMA Carlos Alexandre Amaral Araújo apontou a intenção do IFMA em colaborar com o setor agropecuário do Maranhão. “Utilizar nossas pesquisas e a expertise dos nossos servidores para melhorar os indicadores de produção agrícola no Estado. A princípio podemos iniciar com projetos na zona rural de São Luís e depois avançar para o continente”, informou.

registrado em:
Fim do conteúdo da página