Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Gestores e alunos destacam parceria do IFMA com Huawei
Início do conteúdo da página Notícias

Gestores e alunos destacam parceria do IFMA com Huawei

Voltado para a capacitação técnica em áreas de tecnologia, acordo com a empresa já ofereceu cursos e capacitou quase 600 estudantes e profissionais
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 16/07/2021 12h33
  • última modificação 16/07/2021 18h37

Imprimir

Uma parceria bem-sucedida que já mostra resultados. O projeto Huawei ICT Academy há 30 anos vem apoiando a estratégia de ecossistema e plataforma da empresa, baseado em fatores como a formação técnica, experiência de cultivo de talentos e recursos da indústria no setor de tecnologia de informação e comunicação (TIC). Desde 2020, o campus do IFMA no bairro Monte Castelo (São Luís) foi credenciado como Huawei ICT Academy, podendo oferecer treinamentos para alunos e docentes em tecnologias da empresa multinacional sediada na China.

De acordo com o professor Daniel Lima Gomes Júnior, que dirige a Agência IFMA de Inovação (AGIFMA), o projeto da parceria entre IFMA e Huawei se desenvolveu através da Lei de Informática (Lei Nº 8.248/1991, que dispõe sobre a capacitação e competitividade do setor de informática e automação), a qual permite às empresas a possibilidade de incentivo fiscal para realização de projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação Tecnológica (PD&I). Dentre os projetos, destacam-se também as capacitações em tecnologia atuais e necessárias ao mercado. “Os cursos de Routing&Switching e Inteligência Artificial foram muito importantes tanto para a capacitação de nossos alunos e servidores, item necessário para realização de pesquisa nessas linhas de conhecimento, quanto para fortalecimento de nossa expertise em P&D”, disse, referindo-se aos campos de formação oferecidos pelo IFMA.

Os cursos de roteamento e redirecionamento (Routing & Switching) e inteligência artificial (AI), ambos sob coordenação do professor Daniel Lima Gomes Júnior, já capacitaram pelo IFMA 394 e 194 alunos, respectivamente. As iniciativas têm como objetivo a execução de atividades de formação de recursos humanos, pesquisa e desenvolvimento com foco em conhecimentos avançados nas áreas correspondentes, contemplando os objetivos da Academia Autorizada Huawei para ensino de TIC (HAINA). Os cursos são abertos a estudantes e profissionais ligados à área de TI, computação, engenharia elétrica e cursos relacionados, sendo obrigatório o nível médio completo.

Aulas síncronas com alunos – Curso de Routing & Switching

“Será um caminho natural expandir esse tipo de projeto com as novas unidades sendo implantadas das Fábricas de Inovação, além da possibilidade de integração de professores e alunos de diferentes campi no desenvolvimento de projetos de pesquisa aplicada”, considerou Daniel Lima Gomes Júnior, que também leciona no Departamento de Computação do Campus Monte Castelo.

O diretor-geral do Campus Monte Castelo, Cláudio Leão Torres, ressaltou a inauguração de mais um laboratório de ponta na unidade, dessa vez através da parceria com a empresa Huawei. “O laboratório irá atender nosso alunos, nos diversos níveis de ensino: técnico, graduação, e pós graduação. Sempre com projetos de desenvolvimento na área de redes e inteligência artificial”, disse ele, manifestando a satisfação pelo reconhecimento e confiança da empresa em relação ao potencial de professores e pesquisadores do Campus.

Para os alunos e servidores capacitados, os projetos desenvolvidos com Huawei têm as melhores perspectivas. Paulo Fernando Neres Ferreira cursa Sistemas de Informação no Campus Monte Castelo, e foi certificado no curso de AI. Ele avalia que essa parceria também dá oportunidades aos alunos de poderem aprofundar sua experiência na área que desejam, além de demonstrar a preocupação da instituição com a atualização dos currículos dos alunos. “Eu vejo essa certificação como um acréscimo excelente para o meu currículo e como uma confirmação de que o estudo e a dedicação que pus está me gerando resultados”, disse o discente.

Capacitado no mesmo curso, o estudante Caio Felipe Pinheiro Cantanhêde (Engenharia Elétrica Industrial do Campus Monte Castelo) ressaltou que a capacitação de forma gratuita ajudou a aumentar o seu conhecimento principalmente da parte teórica, assim como a conhecer os diversos instrumentos que a Huawei possui, até então desconhecidos para ele. “Durante o curso eu estava desenvolvendo minha monografia na área de aprendizado de máquina e pude utilizar parte do que foi aprendido de forma mais prática”, relatou o estudante. Como conseguiu o voucher (de desconto para os custos normais com a certificação), Caio Cantanhêde realizou a prova e recebeu o certificado pela Huawei. “Isso dá mais respaldo no meu currículo, pois a Huawei é uma empresa de peso”, concluiu.

Aulas síncronas com alunos – Curso de Inteligência Artificial

Já o analista de TI Euclides Herculano Abreu da Costa Júnior, servidor do IFMA na Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação (DIGTI) e certificado pelo curso de Routing & Switching, acredita que a parceria veio estender a excelência do Instituto enquanto ente formador não só de profissionais como de cidadãos. “Numa carreira que está sempre demandando não só profissionais, como profissionais qualificados, uma certificação profissional sempre faz diferença e em muitos casos é até um requisito”, disse. O analista ponderou que a possibilidade de formar gratuitamente e certificar estudantes e profissionais “engrandece a Huawei e o IFMA”.

Segundo Euclides da Costa Júnior, a iniciativa tem ainda um aspecto de inclusão, ao permitir o êxito de pessoas que não teriam condições de arcar com os custos de competir com igualdade no mercado profissional. “A pandemia potencializou o alcance dessa parceria do IFMA”, apontando ainda que o curso pôde capacitar pessoas de todo o Brasil, tendo em vista que excepcionalmente ocorreu virtualmente. Ele afirmou que a certificação, além de proporcionar uma evolução enquanto profissional em termos de conhecimentos, deu a ele a oportunidade de transportar o nome do IFMA para todo o Brasil. “Isso é muito gratificante!”, disse Euclides da Costa Júnior.

Fim do conteúdo da página