Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Campus Ribamar inicia curso de capacitação com agricultores familiares
Início do conteúdo da página Notícias

Campus Ribamar inicia curso de capacitação com agricultores familiares

Projeto de extensão envolve ainda o Campus Maracanã e Prefeitura de Ribamar, e promove conhecimentos sobre cultivo de mudas de hortaliças em ambientes protegidos
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 26/08/2021 12h51
  • última modificação 26/08/2021 12h52

Imprimir

Gestores do IFMA e autoridades ribamarense reuniram-se para a apresentação do curso de extensão no Campus Ribamar

O Campus do IFMA em São José de Ribamar realizou na manhã do dia 25 de agosto (terça-feira) a aula inaugural do curso de extensão “Produção de mudas de hortaliças em ambiente protegido”, oferecido a agricultores familiares em parceria com o Campus Maracanã e a Prefeitura da cidade. Intitulada “Da Semente ao Sorriso”, a aula inaugural foi ministrada pela professora Bruna Elizama Rocha de Melo (Administração e Cooperativismo), coordenadora do curso superior em Processos Gerenciais. O evento ocorreu presencialmente no auditório do Campus Ribamar, e contou com a presença de servidores do Instituto, alunos e autoridades municipais.

Aula inaugural e equipe organizadora do projeto

Segundo a professora Évila Castro Costa (Ciências Agronômicas), que coordena a iniciativa, o projeto que deu origem ao curso foi aprovado em edital de fluxo contínuo da Pró-reitoria de Extensão (PROEXT), mas teve o cronograma inicial suspenso por conta da interrupção de atividades presenciais nos campi do Instituto, decorrente da pandemia da Covid-19. Com a retomada do projeto, explicou a coordenadora, a programação teórica e prática será cumprida com o atendimento ao distanciamento social e demais protocolos sanitários. Prevendo atividades inteiramente presenciais, o projeto de extensão tem o objetivo de capacitar agricultores familiares da Região Metropolitana de São Luís sobre todos os processos práticos de produção de mudas de hortaliças em ambiente protegido, tendo em vista a importância da aplicação de tecnologias adaptadas à realidade local, capaz de propiciar cultivos de hortaliças de qualidade com frequência de produção em áreas rurais e urbanas.

“É difícil fazer extensão sem o contato direto com a comunidade”, disse o docente Carlos Alexandre Amaral Araújo (Física), pró-reitor de Extensão, que representou a Reitoria do IFMA na aula inaugural. Ele ponderou que, por conta da pandemia, o curso teve início de forma diversa do planejamento inicial, mas o avanço da vacinação favorece a execução das atividades presenciais previstas no projeto. O pró-reitor informou que, além das famílias de agricultores familiares, a PROEXT planeja ampliar a oferta de cursos de capacitação e aperfeiçoamento, bem como consultoria, para outros segmentos, como os trabalhadores ligados à aquicultura e pesca.

O professor Marco Antônio Goiabeira Torreão (Automação Industrial), diretor-geral do Campus Ribamar, considerou que a unidade de ensino não contempla o eixo tecnológico agrícola, uma vez que a população ribamarense optou por outras áreas (tecnologia da informação, processos industriais, e gestão e negócios) quando consultada em audiência pública que antecedeu a instalação do campus do IFMA no município. No entanto, ele ressaltou que a parceria com o Campus Maracanã, de vocação agrícola, e a Prefeitura de São José de Ribamar foi decisiva para o fortalecimento da iniciativa. Além de ter viabilizado a estrutura da estufa onde ocorrerão as aulas práticas, a gestão municipal ribamarense foi responsável pela seleção dos alunos que receberão a formação, através do Centro de Referência e Assistência Social (CRAS).

“Precisamos de alimentos de melhor qualidade e em quantidade necessária”, ressaltou o professor Jeovani Machado Rodrigues (Geografia), diretor-geral do Campus Maracanã. Ele relatou a experiência pessoal de ter acompanhado por muitos anos as comunidades de agricultores familiares na Ilha de São Luís, compartilhando conhecimento técnico para a melhoria da produção. De acordo com o gestor, o curso concretiza a perspectiva extensionista de levar às comunidades as ações de ensino e pesquisa que fundamentam a educação ofertada pelo IFMA.

O prefeito de São José de Ribamar, Dr. Julinho, observou que a presença crescente da tecnologia nas mais diversas atividades da sociedade e na vida privada das pessoas tem resultado na redução de postos de emprego, situação que requer a promoção do valor do empreendedorismo. Dessa forma, argumentou o prefeito ribamarense, o curso ofertado em parceria com o IFMA proporciona aos participantes o desenvolvimento de uma mentalidade voltada para a geração do próprio trabalho, com a oferta de alimentos. Além do projeto de extensão, o gestor anunciou a intenção de estender as iniciativas com o Campus Ribamar para a oferta de outras modalidades de capacitação das comunidades.

Vista aérea e interna da estufa (para aulas práticas)

Chefe do Departamento de Extensão e Relações Institucionais (DERI) do Campus Ribamar, o docente José de Arimatéia Cunha (Higiene e Segurança do Trabalho) fez referência ao compromisso do IFMA com a promoção da educação para a cidadania, expresso na missão institucional. Para o gestor, além da formação técnico-profissional, o curso de extensão propõe desenvolver os alunos participantes em sua totalidade, oferecendo-lhe condições básicas para o exercício da cidadania, a promoção da saúde e a inserção no mercado de trabalho. Sobre o conteúdo do curso, ele destacou que a produção de mudas constitui uma fase importante para o ciclo produtivo de hortaliças, influenciando decisivamente no desenvolvimento das plantas, tanto em relação ao seu valor nutricional quanto à qualidade para a comercialização dos gêneros.

“Esse curso vai nos engrandecer muito e criar um potencial para nossa região, dar qualidade para os trabalhadores e beneficiar nossos produtos”, avaliou o agricultor Josemar Sousa, do Povoado Bom Jardim, um dos alunos do curso de extensão. Segundo ele, além de apreender o conhecimento técnico e a formação cidadã propostos pela iniciativa do Campus Ribamar, os participantes pretendem atuar como multiplicadores da capacitação junto às comunidades a que pertencem, contribuindo para o desenvolvimento local das famílias de pequenos produtores, e aumentando as possibilidades de beneficiamento da produção e de geração de renda.

Fim do conteúdo da página