Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Notícias (Destaque Foto Grande) > Maracanã certifica 40 estudantes do município de Raposa em curso de Pescador Artesanal
Início do conteúdo da página Notícias

Maracanã certifica 40 estudantes do município de Raposa em curso de Pescador Artesanal

  • Romulo Gomes
  • publicado 21/10/2021 18h26
  • última modificação 21/10/2021 18h27

Imprimir

Estudantes do curso de extensão Pescador Artesanal recebem certificados em visita a navio

A certificação de 40 estudantes do curso de extensão “Pescador artesanal em ambiente costeiro”, ofertado pelo Instituto Federal do Maranhão (IFMA) – Campus Maracanã para moradores do município de Raposa, aconteceu em um navio que serve para atividades de ciências do mar. Depois de o grupo percorrer os ambientes da embarcação, em visita técnica, foi realizada a entrega dos certificados, nesta quarta-feira (20).

O pescador Francisco Braga, de 49 anos, foi um dos alunos do curso. Ele juntou a experiência acumulada desde os 7 anos, quando começou a aprender o ofício com o pai e os irmãos, e os ensinamentos teóricos e práticos abordados nas aulas. “Meu estudo foi pouco, porque meus pais não puderam botar todos os filhos no colégio. Então, foi uma oportunidade a mais de aprendizagem. Tenho essa experiência de muitos anos, mas sempre tem uma coisa a mais para aprender”, garantiu.

“Quando esse curso foi criado, imaginávamos que os maiores interessados seriam homens. O foco, naquele momento, era despertar o interesse de jovens do município de Raposa pela atividade pesqueira. Mas, ao abrir as inscrições, tivemos mais adesões de mulheres, que abraçaram o curso e já começaram a demandar outras formações que contemplem toda a cadeia do pescado, passando pelo processamento e gastronomia”, destacou o diretor geral do Campus Maracanã, Jeovani Machado Rodrigues.

Quem já teve essa vivência foi a estudante Laissa Santos, de 19 anos. Ela é filha de pescador e diz que conseguia visualizar, nas aulas, tudo que seu pai vivenciava no mar. O curso também ampliou seu horizonte para outras dinâmicas da pesca. “O que mais me ajudou foi entender as diversas possibilidades que existe para o peixe. Tem a comida, o trabalho com os buchos, a pele também é muito utilizada. Com a secagem da pele, como vimos no curso, dá para fazer artesanatos, tapetes. Foi muito interessante, extraordinário”, avaliou.

O curso pioneiro teve um total de 200h de atividades e foi coordenado pela professora Ocilene Maria Correia Ferreira, que é doutora em Engenharia e Ciências de Alimentos pela Universidade Estadual de São Paulo (UNESP).

Parcerias

O curso de extensão “Pescador artesanal em ambiente costeiro” foi viabilizado a partir de parceria entre o IFMA – Campus Maracanã, a Prefeitura Municipal de Raposa, por meio da Secretaria Municipal de Pesca, a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (AGERP), a UFMA e a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). “O município está sendo pioneiro nesse curso. Essa experiência vai se tornar referência para outros lugares”, afirma a secretária de Pesca, Lavina Lisboa.

Ao finalizar a entrega dos certificados, o diretor geral Jeovani Machado Rodrigues confirmou a oferta de 80 vagas para um curso de Formação Inicial e Continuada (FIC) de Beneficiamento e Processamento de Pescado, por meio do programa Mulheres no Mundo do Trabalho.

Visita Técnica

Como atividade final do curso, os estudantes visitaram o Navio de Ensino e Pesquisa Ciências do Mar II – Laboratório Flutuante, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). O professor Marcelo Henrique Lopes Silva, do Departamento de Oceanografia e Limnologia, explicou os aspectos da embarcação, os instrumentos utilizados, as atividades de navegação, o comportamento durante o embarque e critérios de segurança. A visita foi acompanhada pelo coordenador de Extensão do Campus Maracanã, professor Cutrim Júnior, e o professor Carlos Cavalcante.

Fim do conteúdo da página