Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Tese de egresso do IFMA é indicada ao prêmio da Sociedade Brasileira de Computação
Início do conteúdo da página Notícias

Tese de egresso do IFMA é indicada ao prêmio da Sociedade Brasileira de Computação

Tese de doutorado de Janio Carlos Nascimento Silva está entre as seis melhores do país em Ciências da Computação. O egresso concluiu o médio regular no IFMA, antigo CEFET-UNED (Imperatriz), de 2005 a 2007.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 01/07/2022 13h23
  • última modificação 03/07/2022 20h04

Imprimir

Janio foi aluno do IFMA, antigo CEFET-UNED (Imperatriz), e atualmente é professor do IFTO.

A tese de doutorado ex-aluno do IFMA Janio Carlos Nascimento Silva, atualmente professor do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), foi uma das seis indicadas à premiação do Concurso de Teses e Dissertações (CTD) da Sociedade Brasileira de Computação (SBC). O trabalho, com o título em inglês “Algorithmic Aspects of Problems Related to Optimization, Circuits, and Parameterized Complexity”, foi defendido em 17 de novembro de 2021, no Instituto de Computação da Universidade Federal Fluminense (IC-UFF) e submetido ao concurso da SBC no mês de abril deste ano.

Janio Carlos Nascimento Silva, quando aluno do CEFET/UNED-Imperatriz.

Janio Carlos Nascimento Silva foi aluno do IFMA, antigo CEFET-UNED (Imperatriz), de 2005 a 2007. Ele concluiu o médio regular na instituição e também o Curso Técnico em Informática Concomitante, que não chegou a concluir. “Na ocasião, fui aluno de grandes professores do IFMA que sempre me ajudaram a desenvolver meus talentos e minhas aptidões para a ciência”, disse.

A tese indicada à premiação é um trabalho na área de Algoritmos e Complexidade Computacional. Ao longo do estudo, o professor discute a dificuldade de resolver problemas computacionais relacionados à complexidade de circuitos. “Provamos uma série de teoremas que garantem que tais problemas são NP-completos e intratáveis por parâmetro natural e, apesar disso, conseguimos apresentar algoritmos que tratam casos particulares desses problemas”, explicou. “Adicionalmente, a tese propõe um nova hierarquia de classes de problemas parametrizados e também apresenta um ensaio sobre a dificuldade em realizar buscas multi-improvement ótimas em algoritmos de busca em vizinhança para problemas de otimização”, comentou.

A defesa da tese no concurso será realizada no dia 2 de agosto deste ano. Já a cerimônia de premiação será realizada no dia 4 do mesmo mês.

Carreira

Janio Carlos Nascimento Silva nasceu em Imperatriz. Durante o ensino médio regular no IFMA/CEFET/UNED-Imperatriz, foi monitor de informática e presidente do Grêmio Estudantil do Campus. Quando terminou o ensino médio, fez o vestibular para o Curso de Ciência da Computação na Universidade Federal do Tocantins (UFT), para o qual foi aprovado em segundo lugar. Concluiu a graduação em 2012 e, no mesmo ano, foi aprovado para concurso público para o cargo de Professor EBTT do IFTO. Em 2013, ingressou no mestrado em Modelagem Computacional do Conhecimento, também na UFT, concluído em 2016. Em 2018, ingressou no doutorado em Computação na UFF e recebeu o título de doutor em 2021, após a defesa da tese citada. “Atualmente, sou gerente de ensino do Campus Porto Nacional do IFTO e em novembro completo 10 anos de carreira. Exatamente este ano, completo também 15 anos que concluí meu curso no IFMA”, informou o professor.

O pesquisador explicou o motivo pelo qual escolheu estudar no IFMA/CEFET/UNED-Imperatriz. “No início dos anos 2000, o CEFET era a instituição de Imperatriz que mais despertava interesse em estudantes e pais de adolescentes. Ser aprovado no difícil seletivo do CEFET era quase como realizar um sonho de família. Todos queriam estudar lá. Até o uniforme do CEFET chamava a atenção na rua. Era motivo de orgulho ser cefetiano. Quando fiz 14 anos, minha mãe empenhou um grande esforço para que eu  buscasse passar no seletivo. Eu não entendia muito a importância, mas minha mãe sempre respeito o CEFET e alimentava o desejo de que eu pudesse estudar lá. Sou muito grato a ela por isso. Sem o CEFET, dificilmente hoje eu seria professor e cientista”, declarou.

O professor também lembra de outros desafios enfrentados na época. “Quando estudei no CEFET, as maiores dificuldades eram financeiras. Na época, tivemos um acompanhamento muito atencioso da Assistente Social do Campus, Vilma Andrade, e da orientadora educacional, professora Izaura da Silva. Elas foram fundamentais para que eu e muitos outros jovens não desistissem de permanecer no CEFET”, afirmou.

Janio Carlos Nascimento Silva também relatou como optou pela carreira na área de computação e informática. “Durante os anos de CEFET/UNED, fiz também o curso de Informática na modalidade concomitante e durante o curso, senti que tinha muita aptidão para programação e algoritmos. E graças ao incentivo dos professores Anderson Casanova, Alídia Sodré e Simone Azevedo (professores de Informática), tomei a decisão de escolher Ciência da Computação”, descreveu.

Para aqueles que iniciam a carreira em área técnica, o professor dá algumas sugestões. “A educação profissional e tecnológica é a maior ferramenta de visibilidade e ascensão social que um jovem pode ter à mão. Hoje temos o IFMA em dezenas de cidades do Maranhão. Isso foi muito bom para que pessoas de todas as origens possam vislumbrar metas ousadas. Minha sugestão a quem inicia é sonhar alto e acreditar que você pode realizar grandes feitos”, destacou.

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página