Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Rede Federal de Educação Profissional completa 113 anos
Início do conteúdo da página Notícias

Rede Federal de Educação Profissional completa 113 anos

  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 23/09/2022 10h22
  • última modificação 23/09/2022 13h13

Imprimir

Forte capilaridade é uma marca da Rede Federal, com unidades presentes em mais de 80% das microrregiões do Brasil.

Nesta sexta-feira, 23 de setembro, a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica completa 113 anos de uma história iniciada com a criação das primeiras Escolas de Aprendizes Artífices, pelo então presidente da República Nilo Peçanha, em 1909. Uma história que já ultrapassa um século com várias nomenclaturas, institucionalidades, marcos legais e objetivos pedagógicos, mas que mantém o foco na formação qualificada para o trabalho, na inclusão social, no desenvolvimento humano e na intervenção na sociedade.

No decorrer dos anos, a centenária Rede foi modernizada e está presente em todos o território brasileiro, principalmente em seu interior. Atualmente são 661 campi em 578 municípios do País. Mais de um milhão e meio de estudantes frequentam um dos quase 12 mil cursos ofertados desde o nível básico até a pós-graduação. Para isso, a estrutura nacional conta com mais de 80 mil servidores. A Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica é formada por 38 Institutos Federais; dois Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefets);  o Colégio Pedro II; 22 Escolas Técnicas Vinculadas às Universidades Federais*; e a Universidade Federal Tecnológica do Paraná**.

Selo comemorativo aos 113 anos da Rede será utilizado em peças de comunicação visual do IFMA. Criação é do servidor Davidson Lima Barros, Programador Visual do IFMA Campus São Luís – Centro Histórico

As instituições são referências nacional e mundial em suas áreas de atuação, com desempenho comprovado pelos resultados dos estudantes no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e no Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA). Além do ensino verticalizado, outro diferencial é o alinhamento dos projetos de ensino, pesquisa e extensão aos arranjos produtivos locais e às demandas do mundo do trabalho, potencializando o desenvolvimento regional e gerando empregabilidade dos egressos, além de promover a inclusão.

Estudantes do Campus Açailândia em registro feito durante a entrega da Fábrica de Inovação da unidade, em junho deste ano.

Instituto Federal do Maranhão

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) foi criado mediante a integração do Centro Federal de Educação Tecnológica do Maranhão e das Escolas Agrotécnicas Federais de Codó, de São Luís e de São Raimundo das Mangabeiras, pré-existentes. O IFMA é uma instituição de educação superior, básica e profissional, pluricurricular, multicampi e descentralizada, especializada na oferta de educação profissional e tecnológica nas diferentes modalidades de ensino.

Aliando modernidade e tradição, o Instituto Federal do Maranhão se orgulha de ter origem na centenária Rede Federal. Hoje, fazem parte da Rede IFMA 29 campi e seis Centros de Referência Educacional, em 30 cidades. São mais de três mil servidores para o atendimento de mais de um público superior aos 38 mil estudantes em cursos técnicos de nível médio, graduação, pós-graduação e qualificação profissional. Além dos cursos presenciais, iniciativas como a oferta de educação a distância e a efetivação de ações e programas governamentais fazem o Instituto alcançar mais de 80 cidades Maranhenses.

Programação alusiva aos 113 anos da Rede Federal e 50 anos do ingresso das Mulheres na instituição

Em comemoração aos 113 anos da Rede Federal, o projeto Estratégico Memorial IFMA promove, desde a segunda-feira, 19 de setembro, programação especial dentro da mostra da 16ª primavera dos Museus. As atividades ocorrem na sede do projeto, no Campus São Luís – Centro Histórico. Para esta sexta, 23, é prevista a realização da perfomance “50 anos da entrada das mulheres no Instituto Federal do Maranhão’. 

Confira aqui a programação completa.


 

Conif – Criado em 24 de março de 2009, o Conselho reúne os dirigentes máximos dos 38 institutos federais, dois centros federais de educação tecnológica (Cefets) e o Colégio Pedro II e tem dentre os objetivos a valorização, o fortalecimento e a consolidação da Rede Federal, que contabilizam mais de 600 unidades em todo o País. O Conif atua no debate e na defesa da educação pública, gratuita e de excelência.


 

Adaptado, com informações da Assessoria de Comunicação do Conif

* Instituições não participantes do Conif;

** A fonte excluía a Universidade Federal Tecnológica do Paraná. Apesar de não participar do Conif, a UTFRP faz parte da base legal da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, visto que não há alteração da Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008.

*** Em razão das restrições eleitorais, esse texto não possui mensagens ou citações de dirigentes.

registrado em:
Fim do conteúdo da página