Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias - PE > IFMA e EMBRAPA firmam acordo para operação em rede
Início do conteúdo da página Notícias

IFMA e EMBRAPA firmam acordo para operação em rede

A parceria deve promover o desenvolvimento de projetos de pesquisa no ecossistema de inovação do Maranhão
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 27/09/2022 16h03
  • última modificação 01/12/2022 16h30

Imprimir

O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) – unidade Cocais – assinaram acordo de cooperação na quarta-feira (21), durante reunião do Colégio de Dirigentes, no município de Codó, distante 290 km da capital maranhense.

De acordo com o reitor do IFMA, Carlos César Teixeira Ferreira, a assinatura institucionaliza parceria já existente entre alguns campi e a Embrapa Cocais. Segundo o reitor, há uma sinergia, em termos de projetos de pesquisa, entre as instituições. Ele aponta, ainda, que o cenário nacional atual é diferenciado e se torna, cada vez mais, importante unir esforços em prol do desenvolvimento do Maranhão. O acordo, em sua avaliação, foi assinado pelo desejo mútuo de beneficiar o estado.

Carlos César destacou, ainda, a unidade demonstrativa do sistema integrado alternativo para produção de alimentos, para treinamento de produtores familiares,  concebido pela Embrapa – o sisteminha – já instalado no IFMA Campus Codó.

Para o chefe-geral da Embrapa Cocais, Marco Bomfim, a parceria é de interesse conjunto para aproximar setor privado e academia, discutir e desenvolver projetos conjuntos de inovação aberta. Ele afirmou que, com a aliança estratégica, será realizado o mapeamento de competências, prospecção de demandas do setor produtivo e incremento de recursos financeiros para impulsionar a Rede de Pesquisa e Inovação Maranhense. A parceria também inclui a formação de jovens cientistas.

Fábrica de inovação

A ideia é institucionalizar, na Embrapa Cocais, o modelo de operação para a Rede Embrapa, mais leve e integrado às demandas agropecuárias. A concepção é trabalhar com compartilhamento de expertises, campos experimentais e laboratórios da Rede Embrapa e parceiros para atender as demandas regionais.

A Embrapa conta com 50 anos de existência e a expectativa é que o somatório dessas forças fortaleça as demais instituições de ciência e tecnologia estaduais dentro do ecossistema de inovação maranhense e permita interação mais organizada com o setor produtivo. Também ganharão mais robustez os arranjos produtivos e o desenvolvimento territorial inclusivo e sustentável.

No Maranhão, a Embrapa se especializou em promover ambiente de compartilhamento e cooperação. Para cumprir sua missão, adotou a prática de se conectar com agentes de C&T e instituições públicas e privadas do estado e a Rede Embrapa para fazer entregas em pesquisa e inovação..

O IFMA, por sua vez, tem como diferencial seu modelo de inovação – a Fábrica de Inovação -, gerenciado por uma plataforma para levantamento das demandas do setor produtivo em um ambiente de colaboração entre instituições de ciência e tecnologia e a comunidade, com foco em empreendedorismo, presente em 21 campi.

O Instituto conta com 29 campi – presentes em todas as regiões do estado – para compartilhamento de estruturas físicas e expertises, 1.700 professores, 38 mil alunos, três Centros de Referência Educacional (em fase de implantação), um Centro de Referência Tecnológica (Certec) e um Centro de Pesquisas Avançadas em Ciências Ambientais. O IFMA oferece cursos de nível básico, técnico, graduação e pós-graduação para jovens e adultos. Os seus cientistas estão distribuídos em mais de 70 grupos de pesquisa.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página